Resenha: A 5ª onda, Rick Yancey

a quinta onda, a 5ª onda, a 5a onda, a 5 onda hoje, editora fundamento, Rick Yancey, the 5th wave

Ficou curioso para saber sobre todo esse frenesi sobre o filme ‘A 5ª onda’? Pra começo de conversa, você precisa saber que ele é uma adaptação literária do livro com o mesmo nome. Agora se quiser saber mais da história, é só continuar lendo:

    Enredo e personagens

A 5ª onda é narrada ora por Cassie (Cassiopeia) em primeira pessoa, ora em terceira. Temos ainda outros narradores: Samuel (Sammy), o pai de Cassie, Zumbi e Evan Walker, porém os outros personagens só aparecem lá pra metade do livro e não há indicação no começo do capítulo de quem vai narrá-lo, o que pode ser um pouco confuso para o leitor.

A história segue os passos de Cassie após uma invasão alienígena na terra, dividida nas chamadas ondas, cada uma com um poder de destruição diferente e especifico para acabar com a população terrestre. A narração de Cassie começa a partir da 4ª onda e não entrarei em detalhes do que acontece depois para não dar spoilers.

Não se sabe o que aconteceu com os familiares e amigos de Cassie no ínicio do livro e demoramos um pouco para descobrir como ela foi parar sozinha, em uma barraca na floresta com apenas uma mochila, um diário, um urso de pelúcia, uns livros, alguns suprimentos, um M16 e outras armas. Ela aparenta ser muito forte, possui consciência de seu estado e suas ações e segue guiada por uma promessa que fez a seu irmão quando se despediu dele.

Sei para onde devo ir. Eu sabia havia muito tempo. Fiz uma promessa. O tipo de promessa que não se pode quebrar, pois, se isso acontecer, você terá quebrado parte de si mesmo. Talvez a parte mais importante.

A 1ª onda terminou em segundos e consistiu na liberação de um pulso eletromagnético maciço, acabando com toda energia do planeta: celulares deixaram de funcionar, televisões, geladeiras, aviões caíram e assim por diante. Afirma-se que meio milhão de pessoas morreu com a primeira onda. A 2ª onda durou cerca de um dia e causou tsunamis em cidades litorâneas causadas pelo choque induzido de placas tectônicas e com isso mais 3 bilhões de pessoas morreram.

Mas isso não é justo. Na verdade, ela não sabia, não tinha como saber, o que foi uma vantagem para ela, e o motivo para eu mais sentir tanta falta dela, mais do que qualquer outra pessoa, se quiser ser sincera. Quando choro, quando me permito chorar, é por quem eu choro. Não choro por mim. Choro pela Cassie que se foi. E me pergunto o que essa Cassie iria pensar ao meu respeito. A Cassie que mata.

A 3ª onda durou aproximadamente 12 semanas e recebeu algumas denominações: A morte Vermelha, Praga de Sangue, Tsunami Vermelho, entre outros. Segundo o pai de Cassie, o que pode ter ocorrido foi a dispersão de uma modificação genética do vírus do ebola através de pássaros. O vírus inicialmente se instalava nos pulmões, provocava tosse persistente febre e dores de cabeça. O doente começava a tossir sangue, repleta de vírus, que entrava no fígado, nos rins, no cérebro e assim a pessoa se tornava uma bomba viral. A terceira onda matou cerca de 4 bilhões de pessoas.

A questão sobre matar é que você não sabe se consegue fazê-lo, até que realmente o faça.

A 4ª onda ocorreu com a “ativação” dos seres alienígenas misturados aos humanos normais. Isso pois a invasão alienígena começou muito antes das ondas começarem. Não vou entrar em detalhes de como as pessoas eram infectadas, mas levavam uma vida completamente normal, estavam infiltrados dentre a população e não apresentavam nenhuma diferença visível que pudesse separá-los de um ser humano comum. Então começaram a matar os poucos sobreviventes restantes.

Essa é a parte mais difícil, a parte que, se pensar demais nela, me faria rastejar para dentro do saco de dormir, fechar o zíper e morrer lentamente de inanição. Quando não se pode confiar em ninguém, então não se pode confiar em ninguém. […] Isso é assustadoramente diabólico. Esse dilema nos dilacera. Ele facilita em muito a tarefa de nos caçar e erradicar.

Acompanhamos Cassie sair da floresta e ir em direção a um centro urbano para cumprir uma promessa que fez para seu irmão e é a partir desse momento que temos o desenvolvimento da história.

    Minha opinião

Rick construiu personagens fortes e verossímeis: com fraquezas, dúvidas, incertezas e principalmente medos, que ele soube revelar de forma bem consistente, deixando o leitor na maioria das vezes com medo também. É fácil se apegar aos personagens e suas histórias, principalmente pela forma como o autor decidiu contar a história, o que a principio pode ter sido uma falha para alguns leitores, mas que lá pela metade do livro entendemos o motivo.

O fato de Yancey deixar-nos no escuro durante a maior parte da primeira metade do livro, revelando somente as informações necessárias para a compreensão daquele capítulo não foi um erro, e sim a construção do universo que ele criou, da forma que ele escolheu: por camadas. O leitor é ambientado de forma lenta sobre as histórias de cada um dos personagens ligados à Cassie e o que aconteceu com cada um e por isso a narrativa é regada de flashbacks, sanando nossas dúvidas sobre que final teve um determinado personagem e qual a situação do mundo.

Outra maneira que os Outros encontraram para confundir nossa mente: as circunstâncias incertas da nossa destruição certa. Talvez esse seja o objetivo da 5ª onda: atacar-nos do interior, transformando nossas mentes em armas. Talvez o último ser humano da Terra não morra de fome, de abandono ou virando refeições de animais selvagens. Talvez o último a morrer seja morto pelo último a viver.

a quinta onda, a 5ª onda, a 5a onda, a 5 onda hoje, editora fundamento,  Rick Yancey, the 5th wave

    Considerações finais

Infelizmente achei um tanto considerável de erros de ortografia e concordância: a editora pecou na revisão, mas que não interfere na compreensão da história. O livro possui alguns plot twists interessantes que tiram aquela bagagem de “mais do mesmo” da história.

Já tem um tempo razoável que o livro foi lançado, o segundo já existe e o terceiro sairá no final desse ano, MAS até hoje vejo muita gente falando do livro e falando bem! Descobri-o pela resenha de blogueiros gringos e fiquei em dúvida se compensava ler mais uma distopia sobre o fim do mundo, mas quando pesquisei mais a fundo e descobri que o livro abordava o tópico humanidade e a falta dela, aí sim decidi que valeria a pena ler e não me arrependo.

A história apresenta como pano de fundo o ataque alienígena e a iminente extinção da humanidade, mas o que interessa mesmo é o que as pessoas fazem e seriam capazes de fazer para sobreviver, o que fariam com pessoas que consideram ameaças, quais limites cruzariam e quais atitudes teriam frente às dificuldades extremas e desse tema eu não me canso. Se gosta de livros com esse tema recomendo a leitura de Reboot e Caixa de pássaros.

— E você precisa de ajuda para se sentir humano?
— Você não?

É mais uma distopia? Sim, é.
Tem romancezinho? Sim, tem, mas ele não assume uma parcela muito importante do livro e não é meloso.

Recomendo para quem gosta de distopias, ficção científica, alienígenas e acima de tudo, natureza humana.

    Extras

O segundo livro da trilogia já foi lançado no Brasil, em 2014, e se chama “O mar infinito”. O terceiro livro será lançado no final do ano e por enquanto ainda não tem um título traduzido, mas se chama “The last star“. O livro ganhará também uma adaptação cinematográfica e terá: Chloë Grace Moretz como Cassie Sullivan, Nick Robinson como Ben Parish, Alex Roe como Evan Walker, Maika Monroe como Especialista, Liev Schreiber como Coronel Vosch, Zackary Arthur como Sammy Sullivan e muitos outros nomes. O filme está previsto para ser lançado no começo do ano que vem em janeiro.

UPDATE: o filme já está em cartaz e vocês podem conferir o trailer aqui:

O fandom do filme é um amor! Eles tem site, twitter e instagram!

Ele tinha desistido da esperança, e isso mata. Desistir de ter esperanças mata antes que você morra. Muito antes que você morra.

A_5_ONDA__1372704277PTítulo: A 5ª onda
Título original: The 5th wave
Autora: Rick Yancey
Editora: Editora Fundamento
Páginas: 384
Lançamento: 2013
Nota: ★★★★☆
Leia o primeiro capítulo do livro aqui!
Compre o livro aqui!

Juliane Oliveira

Gosto de distopias memoráveis e contemporâneos que não sejam desnecessariamente tristes. Não sou muito fã de dias chuvosos ou frios. Apaixonada por séries, livros, filmes e pets no geral.

Related Posts

3 Discussion to this post

  1. Rafaela disse:

    Eu também só fui ler esse livro nesse ano, pois ficava com o pé atrás, hehe. Acho que depois do boom das distopias, sempre penso muito antes de ler algo do gênero… Eu realmente gostei de A 5a onda, e talvez o fato de não ter ido com muita sede ao pote contribuiu pra isso. Já estou ansiosa pelo filme!

    Minha única ressalva é que achei o romancezinho forçado, meio meloso até. E com o que acontece no final, já sabemos que vai rolar um triângulo amorosozzzZzz no segundo livro. Mas em termos de histórias de invasão alienígena eu adorei demais!

    Tu já assistiu ao filme The Fourth Kind, com a Mila Jovovich? No filme, as pessoas que dizem ter sido abduzidas sonhavam com corujas. Fiquei intrigada, pois no livro também rola algo do tipo com as mães, quando os alienígenas colocam o hospedeiro no feto. Será que é um padrão de pessoas abduzidas? Vou ficar bolada se sonhar com corujas algum dia HAHAHA

    Adorei a resenha, Ju! E, realmente, a edição brasileira está cheia de erros, uma pena :-/

    Beijão!

  2. Alef Cauê disse:

    Eu ainda quero ler esse livro e está até na minha lista de desse ano, mas ainda não tive tempo. Já li muitas resenhas que falam que ele é bom e isso me fez querer saber como é pela minha visão, além de que o filme será lançado dia 21 (meu aniversário). Adorei o blog e já está em meus favoritos.

    Meu blog: http://www.umcontainer.com

    • Juliane disse:

      Aeeew \o/
      Alef Cauê do BGS veio no meu bloguinho! 🙂
      Te vejo interagindo lá aos montes e sempre coloco na minha lista de afazeres pra ler as resenhas do seu blog! Vou colocar isso em prática hoje!
      Fazemos aniversário no mesmo mês! Sou do dia 19!
      Quanto ao livro ‘A 5ª onda’ leia sim, leia muito, leia rápido pq o filme está chegando! HAHAHAHA
      Ele é muito bom mesmo, depois que ler, vem me contar o que você achou!
      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *