Perdidos por aí

perdidos por aí, perdidos por ai, lets get lost, let's get lost, ali alsaid

‘Perdidos por aí’ é uma road trip leve, cheia de aventuras e confusões acompanhando uma garota, Leila, em sua jornada rumo ao norte dos Estados Unidos para tentar presenciar a aurora boreal ao final do verão. Durante a viagem, ela se depara, entre outros, com quatro personagens que, cada um à sua maneira, estão em busca dos seus próprios caminhos. Quer saber se a Leila ajuda ou atrapalha essas pessoas? É só continuar a leitura:

O livro é dividido em cinco partes, e cada parte tem um personagem central diferente, são eles: Hudson, Bree, Elliot, Sonia e Leila. Eles são apresentados nessa sequência e cada vez que mudamos para a parte de um novo personagem mais nos aproximamos do objetivo de Leila. Não vou adentrar muito no que acontece com cada personagem depois que encontram com a protagonista pra não dar spoilers, mas vou dar uma noção básica do encontro inicial deles.

    Hudson

Leila parte do Texas e faz sua primeira parada em Vicksburg, que possui o melhor mecânico da região, Hudson, para dar uma conferida no seu carro, que já no começo da viagem está fazendo muito barulho. Hudson fica completamente maravilhado pela garota, mas segue seu trabalho sendo o mais profissional que consegue. Descobrimos que o rapaz mora e trabalha com seu pai na oficina e ama profundamente seu trabalho, mas que, em busca de um futuro melhor, vai fazer uma entrevista, no dia seguinte, na Universidade do Mississipi de para concorrer a uma bolsa na faculdade de medicina. Encantada pela forma como Hudson descreve sua cidade e seus chamados ‘tesouros’ Leila decide fazer um passeio com o rapaz pelos pontos turísticos e conhecer um pouco mais da pacata Vicksburg.

“O verdadeiro tesouro de Vicksburg está no seu povo.”

    Bree

Leila topa com Bree pedindo carona na estrada chegando em Kansas. Descobrimos que Bree está assim há meses, alternando entre caronas e lugares desde que seus pais morreram e ela fugiu de casa. Ela acha que a irmã mais velha não liga pra ela e passou a se importar menos ainda depois que arranjou um novo namorado. As garotas seguem a viagem conversando sobre coisas do cotidiano e suas vidas. Param para abastecer em um posto da cidade e influenciada por Bree, Leila e a garota fazem pequenos furtos na loja de conveniência do posto, pegando ainda um display de papelão de uma celebridade na saída.

“Curta a terça-feira.”

    Elliot

Leila encontra Elliot em Minneapolis, após quase atropelar o rapaz, que estava voltando, bêbado, de sua formatura após ter se declarado para sua melhor amiga de longa data Maribel e ter sido rejeitado por ela. Elliot teria escapado ileso se a garrafa de uísque que carregava não tivesse sido atingida pelo retrovisor do carro de Leila e quebrado, cortando sua mão. Leila se sente muito culpada por não ter enxergado o rapaz e o leva para um hospital e daí em diante bolam planos e estratégias para tentar provar para Maribel que Elliot é o grande amor da vida dela.

“Não me leve a mal. […] Isso foi só para mostrar que pode acontecer com você também. Que você pode ter um final feliz se encontrar a pessoa certa. “

    Sonia

Sonia perdeu seu marido, Sam, alguns anos antes, mas sempre foi muito próxima da família dele, que a acolheu como se fosse uma deles. Anos depois, no casamento da irmã de Sam, Sonia se vê dividida entre assumir o amor que desenvolveu por Jeremiah, um amigo dessa família ou perder o carinho e afeto que eles têm por ela. Ao dividir seus receios com Jeremiah no hotel onde será o casamento, ele e Sonia acabando brigando. Saindo do hotel para se distanciar o máximo possível dos problemas Sonia pede que Leila a leve o mais longe que conseguisse e eventualmente as duas cruzam a fronteira do país. Depois de muita conversa, choros e conselhos, Sonia decide voltar para o hotel, para devolver as alianças do casamento que ficaram com ela sem querer, mas ela percebe que perdeu seu passaporte. Leila e Sonia tentam então voltar ilegalmente para o país e a aventura das duas começa aí.

“A resposta está nos donuts.”

    Leila

Nessa última parte, vemos Leila já no acampamento, em Fairbanks, junto de outras pessoas, esperando pela aurora boreal. Ela viajou vários quilômetros, conheceu a história de inúmeras pessoas no caminho: finalmente chegou a hora de descobrirmos a dela e o que a levou a fazer essa viagem. Não vou me alongar muito nessa última parte para não revelar nada do desfecho do livro.

“A felicidade a invadiu. Não era alívio, não era serenidade, era pura alegria, talvez pela primeira vez.”

    Minha opinião

‘Perdidos por aí’ é um daqueles livros de road trip que te fazem ter certeza de que quando falam “a jornada é mais importante que o destino”, não estão mentindo. E não falo só do final final do livro não: fiquei com essa impressão ao final de cada parte também. Achei fraco o desenvolvimento dos personagens secundários em cada parte e ouso dizer que alguns não acrescentaram em nada à viagem de Leila. Além disso, achei alguns capítulos bem clichês, alguns personagens bem rasos e sem personalidade.

Em uma das partes, a do Elliot, especificamente, fiquei esperando por um final diferente e original, mas acabei me decepcionando. É um livro pra uma leitura leve e rápida de final de semana, mas não vá esperando muita profundidade ou evolução dos personagens.

Perdidos por aí (Let's get lost) | Verus Editora | 2015 | 294 páginas | Comprar

Perdidos por aí (Let’s get lost) | Verus Editora | 2015 | 294 páginas | Comprar

Juliane Oliveira

Gosto de distopias memoráveis e contemporâneos que não sejam desnecessariamente tristes. Não sou muito fã de dias chuvosos ou frios. Apaixonada por séries, livros, filmes e pets no geral.

Related Posts

52 Discussion to this post

  1. Amanda S. disse:

    Sinceridade o suficiente (espero que lembre de mim, do BGS IUSHSUIDFHSIUHFUI).
    Adorei sua resenha! Ultimamente, não estou pra livros ~casuais~, então vou passar longe desse. Uma pena, porque essa capa é tão linda ifgjdifjig
    Abraços~

    • Juliane disse:

      Oi Amanda!
      Claro que me lembro de você! Ainda bem que você curtiu a resenha e meu estilo de escrever, tenho conseguido muito feedback por causa do BGS e isso está me animando a melhorar meu conteúdo e minha interação com os leitores.
      É uma pena mesmo que esse livro não tenha atendido às expectativas, tinha muito potencial!
      Abraços!

  2. Daya Maciel disse:

    Hummmm mais um livro que não vou acrescentar na minha lista, mesmo sendo uma leitura rápida.
    Não entendo como escrevem um livro com cinco partes e não aprofunda em nenhum delas, melhor escrever em uma parte e fazer uma ótima história.
    Amei a capa.
    beijos

    • Juliane disse:

      Olá Daya!
      Concordo com você: talvez se tivessem deixado um personagem de fora e aprofundado mais nos demais seria possível se identificar e apegar mais aos personagens, mas não foi dessa vez :/
      Obrigada pelo comentário, beijos!

  3. Fernanda disse:

    Esses livros são ótimos para ler e passar um tempo com uma leitura leve, suave e gostosa.
    Sou suspeita com relação aos livros dessa editora pq sempre me apaixono por todos. Adorei a dica, vou deixar anotado para comprar quando tiver essas promoções da vida.
    bjus

    • Juliane disse:

      Oi Fernanda!
      Eu adoro os livros tanto da Verus quanto de todo o grupo editorial, sempre acabam virando meus xodozinhos!
      Invista no livro mesmo, acho que ele tem potencial e dependendo do momento que você esteja passando ele pode te transmitir a mensagem que você possa estar precisando ouvir!
      Beijos!

  4. Joyce disse:

    Ola lindona que pena que os personagens não evoluem no decorrer da história, gosto de personagens diferente onde se encontram ligando uns aos outros. Mas o fato de não haver crescimento dos personagens me incomoda um pouco, vou deixar para ler em outro momento. beijos

    Joyce

    • Juliane disse:

      Olá Joyce!
      Foi realmente um ponto em que o autor pecou, sinto que todo mundo ficou um pouco decepcionado com esse aspecto, porém é notável a grandiosidade e intenção da obra!
      Beijos!

  5. Mandy disse:

    Oie!
    Que layout mais organizado, amei!
    Amei também a sinceridade da sua resenha! A arte do livro parece bem legal, mas detesto ver personagens, mesmo que secundários, mal construídos. Me dá uma sensação falsa da história rs. Fiquei feliz em ver sua opinião, ficaria extremamente irritada se tivesse lido esse livro.

    • Juliane disse:

      Oie Mandy, sua fofa!
      Obrigada pelos elogios! É muito importante ter um feedback e saber que estou no caminho certo me incentiva a escrever cada ver mais e melhor!
      Eu também gostaria de ter visto os personagens melhor construídos, acho que seria um daqueles livros dos quais a gente sente saudade de ter lido.
      Beijos!

  6. Olá!

    Parece ser um livro gostosinho de se ler, apesar de que você achou que alguns personagens não foram bem desenvolvidos e não acrescentaram nada na leitura, o que é uma pena. Acho bem bonita a busca de Leila e o objetivo dela de ver a Aurora boreal. Já é maravilhoso em fotos, imagina ao vivo e a cores?

    Beijos!

    • Juliane disse:

      Oi Pamella!
      O livro realmente é leve e gostosinho de se ler, a emoção de uma road trip e a adrenalina do inesperado com certeza são os pontos fortes da história!
      Fiquei um tempão procurando fotos de auroras boreais para fazer uma montagem para a imagem da capa do post, mas mesmo a mais simples roubava toda a atenção e não mostrava a beleza que a capa também tem. Aí achei melhor mapear alguns dos pontos por onde a Leila passou e deixar de fundo.
      Beijos!

  7. Bianca disse:

    Oi, Juliane. Bom, acho que pra uma leitura despretensiosa o livro vale e me chamou atenção porque eu gosto muito dessa coisa de pegar a estrada. Sério, sou vidrada nessas viagens de carro pelos Estados Unidos, sempre fico viajando quando leio histórias assim, morrendo de vontade de cruzar os estados americanos como nos livros rsrs.
    Abraços!

  8. Oi! Tudo bem?

    Adorei a sinceridade da resenha. Adoro livros assim, que podem ser lidos sem muito compromisso, que não exigem grandes reflexões do leitor. São leituras boas para espairecer! E eu adorei a premissa de sair em busca da aurora boreal! É totalmente algo que eu faria, se tivesse dinheiro hahahahah

    • Juliane disse:

      Olá Juliana!
      A leitura é muito fluida e o leitor não fica confuso em nenhum momento.
      Essa aventura da Leila é maravilhosa né? Com certeza dá vontade de ser amiga dela e ir atrás dessa autora boreal!
      Beijos!

  9. Ahhh que triste, a premissa era tão interessante, mesmo não sendo nova, tinha gostado do fato da história mostrar quatro pessoas, que em teoria devia ter marcado e mudado a personagem durante sua viagem, se não fosse por isso teria por que apresentar-la, que pena que no fim ela não mostrou nada de nenhuma das pessoas que Leila encontrou em sua viagem.
    Realmente fiquei decepcionada, provavelmente é um livro que eu não pegaria.
    Beijos

    • Juliane disse:

      Olá Daniele!
      Foi realmente um ponto em que o autor pecou, sinto que todo mundo ficou um pouco decepcionado com esse aspecto, porém é notável a grandiosidade e intenção da obra!
      Beijos!

  10. Silvana disse:

    Olha tenho que confessar que quando esse livro foi lançado eu estava doida para fazer a leitura, mas acabei deixando de lado, porque eu queria esperar algumas resenhas sair para poder ter uma ideia sabe. Eu acho que é a segunda que leio e sinceramente tenho que dizer que ele não me chamou tanta atenção, mas eu acho que leria sim para poder descansar sabe? Assim que nem tu disse, sem compromisso, porque é muito ruim quando os personagens não são bem desenvolvidos e quando a trama não é daquele tipo que te prende tanto como tu esperava. Mas mesmo assim quero saber a mensagem que ele passa.Espero poder gostar…vamos ver…

    • Juliane disse:

      Oi Silvana!
      O livro realmente é leve e gostosinho de se ler, a emoção de uma road trip e a adrenalina do inesperado com certeza são os pontos fortes da história!
      Eu também gostaria de ter visto os personagens melhor construídos, talvez se tivessem deixado um personagem de fora e aprofundado mais nos demais seria possível se identificar e apegar mais aos personagens.
      Mas quando puder, dê uma chance ao livro, talvez você acabe adorando!
      Beijos!

  11. Oiii!

    Adorei a forma como você resenhoua obra! Falar de diversas partes sem soltar spoiler é ótimo e complicado. Parabéns por conseguir.
    Eu não conhecia a obra mas eu gostei do que VC citou. Mesmo não sendo muito original eu leria caso ganhasse. Acho uma pena quando personagens secundários não são bem aproveitados.

    Beijinhos

    • Juliane disse:

      Oi Ana Paula!
      Obrigada pelos elogios! É muito importante ter um feedback e saber que estou no caminho certo me incentiva a escrever cada ver mais e melhor!
      A leitura é muito fluida e o leitor não fica confuso em nenhum momento. Com certeza dá vontade de ser amiga da Leila e ir atrás dessa autora boreal!
      Quando puder, dê uma chance ao livro, talvez você acabe adorando!
      Beijos!

  12. Carla disse:

    Oie!
    Eu ainda não consegui me interessar por esse livro. Já li algumas resenhas positivas e outras negativas da trama, que fizeram com que eu ficasse desanimada para a leitura. Gostei da sua resenha, pois você expressou o que sentiu, apontando também os pontos que não te agradaram. Gostei muito.
    Bjks!

    • Juliane disse:

      Oie Carla!
      As opiniões sobre o livro realmente são bem diversas, há quem goste da fluidez e da aventura, e há quem reclame da falta de profundidade, realmente, vai de pessoa para pessoa.
      Obrigada pelo feedback, é importante para mim!
      Beijos!

  13. Posso dizer que no inicio fiquei bem interessada pelo livro, mas no decorrer da resenha achei que o livro ficou meio perdido. O tema é meio noia, me parece filmes hollywoodianos e por incrível que pareça… eu não gosto! Outro ponto de não me faz ter interesse pela obra é são os personagens, me parecem ser sem “caráter”… e o fato do autor não ter não ter aprofundado mais eles me fez criar um barreira contra ele, o que é de um livro onde os personagens não são tão bem construídos? Deixo passar a leitura desse livro, pois ficaria apenas pegando poeira na minha estante

  14. Anne Viana disse:

    Oláa
    A única coisa que gostei do livro foi a capa..super fofa e só…achei a premissa bem fraquinha e meio cansativa..já tinha ouvido falar do livro mas essa foi a 1 resenha que vejo dele,mas infelizmente não deu muito pra mim..não consegui ter empatia por nenhum personagem e quando isso acontece a leitura pra mim é arrastada quase parando..então dessa vez eu pulo essa leitura!!!

  15. nathalia silva disse:

    Achei a proposta do livro super bacana e saber que ele passa essa mensagem de que mais importante do que o final é a caminhada é uma coisa boa também, só acho uma pena que o autor não soube desenvolver a história, ou melhor, os personagens. Acho que ele acabou pecando e oferecendo pouco em relação ao que ambos poderiam dar.

    Beijos

  16. Eu amei essa capa!
    Ainda não conhecia o livro e o achei um pouco confuso. Mas ainda assim fiquei curiosa com a história, só fiquei com receio ao saber que você achou o final um pouco decepcionante por não ter havido surpresas, fiquei com um pe atrás também pelo fraco desenvolvimento. Mas ainda assim, mantenho a minha vontade de ler e conhecer )

  17. Ivi Campos disse:

    Oi Ju, ainda não conhecia o livro, mas a capa me interessou. Adoro histórias que se desenvolvem em viagens porque é um jeito de viajarmos junto com o autor e os personagens. Fiquei mega empolgada em conferir esta trama e tenho quase certeza que vou apreciar. Mesmo sendo leve ou sem profundidade, acho que vou curtir.
    Beijos

  18. Eu gosto muito de livros que tratam de road trips, já li alguns e sempre me agradaram. Eu já tinha visto esse em algum outro lugar, e diferente de você os comentários foram mais positivos. Acho esse tipo de leitura interessante, principalmente quando a gente quer só relaxar, sem se preocupar muito com profundidade ou enredo. Ainda tenho dúvidas se tenho ou não interesse na leitura. Mas as dicas são sempre válidas, e ouvir opiniões diferentes também.

  19. Thayenne disse:

    Olá!

    Eu sou apaixonada pela capa desse livro.
    Mesmo que você não tenha gostado tanto da estória, eu ainda quero ler, pois ouvi comentários bons e porque como a estória é assim mais levinha, é perfeita! Esse ano só quero ler coisas leves, divertidas, encantadoras e apaixonantes.
    É uma pena quando esperamos por uma leitura e ela se mostra não ser tão boa :/

    Beijos

  20. aline silva disse:

    olha gosto de livros mais casuais uma leitura mais leve e até mesmo com um que de clichê por que não , as vezes ler algo deste tipo faz muito bem , este livro esta em minhas metas deste ano achei a capa fofinha e resolvi lê-lo , uma pena que não gostou tanto

  21. Ana Carolina Lopes disse:

    Oi Ju!

    Esse livro parece ser incrível! Uma viagem sempre trás coisas boas e quando se trata de livros, sempre nos trás ótimas histórias! Fiquei mega curiosa pra conhecer Leila e seus amigos de viagem. Adorei sua resenha 🙂
    bjus

  22. Eu achei um livro tão cabeça, muito envolvente pelo menos foi o a impressão que vocÊ deu, eu gostei de tudo cada vez que eu ia lendo um pouco de como ela encontra os outro personagem me deu vontade na hora de ler o livro e conhecer como prossegue a historia .

  23. Fernanda Bizerra disse:

    Oie, De início até achei que leria a obra, mas no final das contas, não quero me perder neste livro. Já li muitos livros com personagens superficiais e razos na vida.

    Beijos da Fê

  24. Glaucia disse:

    A Proposta do livro mesmo clichê inicialmente me pareceu interessante, mas depois de ler que existe tantos personagens na trama rasos e sem personalidade e que grande parte deles não contribui para a viagem de Leila fiquei decepcionada. Prefiro leituras mais reflexivas e essa parece estar passando longe do que procuro. Parabéns pela sinceridade na resenha.

    Bjs, Glaucia.

  25. Quando eu li a sinopse do livro não me interessei nem um pouco em solicitar. E acho que essa é a primeira resenha que leio da obra, confesso que depois de ler suas considerações minha vontade continua zero. rsrs Odiei saber que o livro é fraco, prefiro nem perder tempo.
    beijos

  26. Olá!
    Adorei a sua resenha!
    Já tinha vontade de ler esse livro, mas ainda não havia procurado opiniões sobre ele. Achei a premissa muito interessante, adoro livros de road trip. Uma pena que ele tenha sido raso, pois imaginava que Leila iria mudar a vida das pessoas que conheceu e que elas iriam mudar a dela.
    Não sei se tiro da lista de leituras, talvez eu dê uma chance a ele ainda (sou otimista HAHA).
    Beijos!

  27. Carolina Neves disse:

    Olá,
    Esse livro me encantou pela capa a um tempinho e fiquei muito curiosa. Preferi não ler a sinopse para não saber mais sobre a história e me deixar surpreender por ela. Porém, ao ler sua resenha eu fiquei muito mais curiosa por saber que o livro é separado por personagens e que mostra a aventura deles com relação a Leila. Mesmo com os pontos negativos apresentados, eu vou querer ler e tirar minhas próprias conclusões.
    Um beijo.

  28. giuliana disse:

    Olá, tudo bem?
    Achei pelos personagens que descreveu que teria um conteúdo mais voltado ao aprendizado, mas parece que é mais voltado para o entretenimento, mesmo assim o livro tem uma boa proposta e eu gostaria de lê-lo.
    Parabéns pela resenha rica em descrições de personagens.
    Beijos.

  29. Bom, se eu não tinha interesse nesse livro antes, agora menos ainda.
    Não gosto de personagens pouco explorados e enredos nada convincentes e fraco.
    Mesmo sendo uma leitura rápida e descompromissada, não faria essa leitura.

    Beijos

  30. Oi Juliane, eu sempre tive vontade de ler esse livro pela trama me parecer interessante. Geralmente eu gosto de um livro leve e divertido para passar o tempo, assim depois de uma leitura mais pesada, sabe? por isso acredito que eu leria ele. É uma pena que o os personagens sejam fracos, né?

    Beijos

  31. Estefânia Prates disse:

    Oiie Ju,

    Esse livro me lembrou o Bolsas, Beijos e Brigadeiros da Fernanda França, por causa da viagem, e foi um livro que adorei. Gosto de livros que diverte, acho que esse iria me divertir muito. Gostei também de dá ênfase a cada personagens, tendo cada um, um capítulo específico, ficou bem legal.

    Bjs

  32. Sabrina Miranda disse:

    Oi!
    Que pena que o livro não é tudo aquilo, e não tem um desenvolvimento maior dos personagens.
    Acho que como você indicou, para uma leitura leve de fim de semana deve ser ótimo, mas no momento estou passando indicações assim =/

  33. Oi Juliane,
    Por algum motivo achei que esse livro tem tudo a ver com o nome do seu blog ❤
    Estava amando conhecer cada um dos integrantes dessa “aventura”, por assim dizer, mas quando cheguei na sua opinião: AQUELE BALDE DE ÁGUA FRIA hahahahhahahaahahah
    Mas pelo menos tu foi sincera sem medo. Tem livros assim, que a premissa é instigante, mas de alguma forma as coisas não seguem um rumo certo e fica essa coisa chocha.
    Dos personagens citados por ti, fiquei com vontade de conhecer a Bree e a Sonia.
    A primeira pela vida dramática mas que precisa amadurecer e a segunda pelo ROMANCE, já quero hahaha

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração ❤

  34. Leticia disse:

    Olá , tudo bem ?
    Confesso que no inicio da sua resenha achei que ao final iria dizer que o livro era maravilhoso, que foi super bem escrito etc. Mas gostei da sua sinceridade, não disse que o livro é de todo ruim, porém também não nos deixou achando que seria mil maravilhas, obrigada pela dica e gostei muito dos pequenos resumos que fez 🙂
    Foram de grande vália para sabermos um pouco mais do desenrolar do livro.
    Beijinhos

  35. Amanda Mello. disse:

    Oi Juliane! ^^
    Mesmo você destacando alguns pontos negativos, eis um livro que vou querer! Adoro histórias que trazem uma escrita diferente, falo diferente no sentido de mostrar esses encontros de Leila com os outros personagens, achei isso muito bacana mesma não sendo muito aprofundado.

    Beijos e até daqui a pouco! 😉

  36. Oi, Ju!
    Eu estava bem afim de ler esse livro, mas depois de algumas resenhas, percebi que a história não é bem como eu pensava. Não tenho saco para personagens rasos e muito menos para clichê, ultimamente estou procurando fugir dos lugares comuns, até porque meu tempo disponível para ler reduziu muito, aí já viu.

    Beijos!

  37. Olá!
    Achei a história bem interessante e gostaria de embarcar com os personagens nessa viagem. Gosto de livros desse gênero pois a gente conhece outras culturas e lugares onde talvez nunca possamos ir.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    • Juliane disse:

      Oi Suelen!
      Todas as road trips tem uma aventurazinha que deixam a gente empolgado né?
      Você vai adoras conhecer a Leila e os amigos dela então!
      Obrigada pelo carinho!
      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *