Como ser solteira, Liz Tuccillo

como ser solteira, grupo editorial record, liz tuccillo

Como ser solteira conta, de início, a história de cinco improváveis amigas reunidas com o objetivo comum de levar a recém-solteira Georgia; uma mulher que acabou de se separar de seu marido; para as baladas, bares e aventuras para que ela possa se divertir e aproveitar sua nova vida. O livro é um apanhado de histórias de mulheres de diferentes idades e personalidades, como se comportam no cotidiano e como lidam com suas “solteirices”, com muitas pitadas de ironias, humor e críticas. Vem saber mais:

    Sobre o livro:

Georgia é uma mulher de 38 anos que descobriu recentemente que seu marido e pai de seus filhos havia a trocado por uma mulher mais nova. Ela estava desesperada e beirando à loucura, a única coisa que queria fazer era sair, se divertir e descobrir o que tornava a vida de solteiro tão invejável assim. Por isso ligou pra sua amiga Julie, nossa narradora, para que organizasse uma saída. Com medo das ameaças da amiga de se suicidar, Julie concordou em organizar uma noite para tirar Georgia da fossa e para isso reuniu um grupo de mulheres que não não se conheciam e não tinham quase nada em comum, exceto o fato de estarem todas solteiras: Ruby, Alice e Serena.

É por isso que eu amava Georgia. E foi assim que nesse fim de semana acabei organizando uma saída coletiva com meu grupo de amigas nada a ver umas com as outras para fazê-la sentir que valia a pena viver. Porque no final do dia, é noite. E em Nova York, se está de noite, tem vida noturna, e onde há vida, sempre há esperança. E acho que essa é a melhor parte de ser solteira. Esperança. Amigas. E a certeza de que você vai sair da sua droga de apartamento.

Ruby estava em depressão com a saída de Ralph de sua vida: há meses ele havia partido e deixando a mulher cada vez mais triste e sem perspectivas (mais tarde descobrimos que Ralph era o gato dela e tinha morrido de insuficiência renal). Alice costumava ser uma defensora pública que lutava pelos desafortunados, até largar seu emprego e decidir se dedicar a sair em busca de sua alma gêmea. E por fim, havia Serena, uma mulher linda que seguia uma dieta muito restritiva e não comia nada que fosse carne e tivesse glúten ou lactose. E é com esse time e essa missão que Julie sai numa noite de sábado a noite.

Então deixe-me lembrá-la de com quem estamos lidando aqui: Georgia, uma mulher recém-solteira flertando com a ideia de um colapso nervoso; Ruby, que ainda está de luto pela morte do seu gato; Serena, a garota na bolha sem lactose ou trigo; e Alice, que Deus a abençoe apesar de estar quase desenvolvendo uma úlcera com sua agenda de encontros, mas minha única esperança de sair inteira dessa experiência.

Apesar do final de semana parecer ter começado com o pé direito (mesmo indo para uma churrascaria onde Serena não pôde comer nada), as mulheres acabam indo parar em um bar de motoqueiros e criando muita confusão (e são algumas das cenas mais engraçadas descritas no livro): Ruby passa a noite toda chorando no banheiro por ter sido abandonada por um cara que conheceu na churrascaria, Serena, depois de beber muito e se empanturrar de asinhas de frango, costelas de porco e outras coisas que ela não comia há muito tempo, começa a passar mal e vomitar em si mesma. E Georgia, que passou tempo demais dançando em cima do balcão e não quis dividi-lo com outras mulheres teve que enfrentar outra mulher que queria tirá-la de lá a força. Nesse momento Alice se junta a ela para brigar com as outras mulheres.

Obviamente a noite terminou com todo mundo sendo expulsado do bar e Serena recebendo uma lavagem estomacal no hospital. Nesse mesmo local, onde Julie e suas amigas são julgadas por um grupo de francesas pelo seu comportamento, a protagonista decide que está na hora de mudar e assumir o controle de sua vida. Julie decide largar seu emprego e viajar coletando informações e experiências de mulheres ao redor do mundo sobre seus relacionamentos (e principalmente a falta deles) para escrever um livro onde os homens e suas necessidades não fossem o núcleo de tudo.

Tudo o que eu sabia era que estava enjoada e cansada disso tudo. Estava de saco cheio das festas e das roupas, das agendas e dos táxis, e dos telefonemas, dos drinques e almoços. Estava cansada de fazer uma coisa que odiava, mas ter medo demais para mudar. […] E de repente entendi o que queria fazer. Queria conversar com mais solteiras. Queria conversar com elas pelo mundo todo. Queria saber se alguém lá fora estava fazendo essa coisa de ser solteira melhor que a gente.

Não foi só a Julie que decidiu que iria dar um rumo na sua vida: Alice decidiu que iria parar de namorar com bad boys e encontrar um homem bom e com quem pudesse contar. Georgia decidiu que iria se cadastrar em sites de relacionamento virtuais e iria sair com os caras que encontrasse lá. Ruby decidiu que era hora de esquecer Ralph e adotar um novo gato e Serena decidiu que iria investir em um novo estilo de vida, completamente privada de prazeres materiais (e gastronômicos) e começou um treinamento para se tornar uma swami. Felizmente, para nós, as coisas não foram tão fáceis assim para nenhuma dessas mulheres e elas foram se envolvendo em várias situações engraçadas, malucas, tristes e reveladoras e acompanhamos isso de perto.

O livro é dividido em capítulos, 11 no total, e há uma regra diferente no começo de cada um, ensinando.. preparem os tambores a… COMO SER SOLTEIRA! E passamos a ter dois focos de narração: um que continua nos Estados Unidos, acompanhando as quatro mulheres que passaram a contar umas com as outras em momentos difíceis e que eventualmente se tornam amigas e o outro foco acompanha Julie e suas aventuras ao redor do mundo, passando pela França, Roma, Brasil, Austrália, Mumbai e outros lugares.

como ser solteira, grupo editorial record, liz tuccillo

    Minha opinião:

Estava querendo ler esse livro desde que vi o trailer mega engraçado da adaptação que iria estrear aqui no Brasil, então quando vi que ele estava na lista de livros do Grupo Editorial Record já o pedi para fazer a resenha. E não me arrependo: que livro engraçado, gostoso de ler e inteligente! A autora tem uma língua muito afiada e não deixa passar nenhuma situação, comportamento ou convenção social que ela considera absurda sem soltar uma crítica bem elaborada e recheada de sarcasmo. E isso te faz pensar que realmente existem várias coisas erradas na maneira como as culturas, as indústrias midiáticas e de entretenimento, os homens e até mesmo as mulheres tratam e veem umas às outras.

Seu livro, Como manter seu marido atraído por você durante a gravidez, virou um best seller instantâneo. Mulheres do país inteiro mal podiam esperar para comprá-lo. Porque, é claro, manter seu marido atraído por você durante a gravidez deveria ser a maior preocupação de uma mulher durante essa época tão especial da sua vida.

Além disso, quando a autora decide retratar mulheres tão diferentes e de lugares e culturas diversas, em pelo menos algum momento, senão em vários, acerta em construir personagens com as quais conseguimos nos identificar. E o livro também está recheado de situações que todo mundo já vivenciou pelo menos uma vez na vida e ao representá-las sempre com um humor muito inteligente e verosímil, Liz Tuccillo garante que no fundo não precisamos nos sentir constrangidas ou envergonhadas pois todo mundo já passou por algo parecido também.

Algumas coisas podem desanimar quem estiver interessado pelo livro: ele é enoorme, são 431 páginas e elas são brancas! Não é um livro pra ler durante uma sentada no final de semana, embora você não queira largá-lo mais. Apesar disso, considero todo o conteúdo do livro essencial: as mulheres precisaram sofrer e passar por tudo o que passaram para se conhecerem mais, definirem seus valores e necessidades reais, eu não tirariam nenhuma parte ou personagem. Li durante uma semana e sempre no dia seguinte só conseguia pensar: o que será que aquelas mulheres vão aprontar hoje? O que será que vai dar errado dessa vez?

O livro toca em muitos pontos sensíveis e reais sobre relacionamentos, sobre traição, família e amizades. Começamos vendo personagens sem rumo e que ainda se perdem muito mais ao longo da história, antes de se encontrar de fato, ou de aceitar que esse pode ser um processo lento, contínuo e diário. O livro é profundo na medida certa e garante muitas risadas. Quando comecei a ler recomendei para todas as minhas amigas solteiras, quando terminei estava recomendando para todo mundo que sabia ler (menos pra crianças, pois tem umas cenas picantes. E prostitutos). Estava com altas expectativas para o livro e todas, além de terem sido alcançadas, foram ultrapassadas.

como ser solteira, grupo editorial record, liz tuccillo

Como ser solteira (How to be single) | Liz Tuccillo | Editora Record | 431 páginas | Compre aqui (R$ 22.70)

Juliane Oliveira

Gosto de distopias memoráveis e contemporâneos que não sejam desnecessariamente tristes. Não sou muito fã de dias chuvosos ou frios. Apaixonada por séries, livros, filmes e pets no geral.

Related Posts

52 Discussion to this post

  1. Tamires disse:

    Nossa, que legal! Fiquei super interessada nesse livro depois de ver o trailer da adaptação que vai sair. Pela sua resenha, a leitura promete boas risadas assim como eu acredito que o filme também prometa.

    Só não gostei de saber que as folhas são brancas… mas quando a leitura é boa, o que importa, não é mesmo?

    • Juliane disse:

      Oi oi Tamires!
      Que bom que você se interessou pelo livro, ele é muito bom mesmo, eu super recomendo!
      Folhas brancas não me incomodam, mas sei que tem gente que não gosta, por isso avisei 🙂
      Mas a leitura é realmente boa e sei que ninguém vai reparar nisso depois.
      Beijos e obrigada pelo carinho!

  2. Clay disse:

    E essas fotos lindas?!
    Ahhh eu julguei mal o livro , viu só? Achei que seria uma história chata bem auto-ajuda sabe? E agora com a sua resenha fiquei com vontade de ler e conhecer cada uma *_*

    • Juliane disse:

      Ah Clay, minhas fotos são só mais ou menos perto das suas maravilhosas!
      Muita gente tava pensando essa mesma coisa sobre o livro, mas viu que não era nada disso 🙂
      Super recomendo a leitura!
      Beijos!

  3. Oi Juliane,tudo bem?
    Assim como você me interessei pelo livro desde que vi o trailer da adaptação,mas ainda não pude lê-lo.Sua resenha só aumentou a minha vontade ,que já era grande,de o ter. Achei sensacional,parabéns!
    Bjs!

  4. Oi Juliane,
    Estava pensando mesmo em ler esse livro, mas ainda não tinha me decidido se queria ou não. Depois que li sua resenha, fiquei ainda mais curiosa para conferir. Adoro esse gênero, principalmente por tratar de assuntos mais realistas, como relacionamentos, família e afins. Gostei da capa também.
    Beijos, Fer

    • Juliane disse:

      Oi Fer!
      Essa é a segunda edição do livro e essa capa é melhor que a primeira 🙂
      Confira o livro mesmo, acho que você vai adorar!
      Beijos!

  5. Alaina disse:

    Adorei a resenha, me interessei principalmente por ser um livro que faz a gente rir um pouco, realmente o livro ser longo o torna meio massante. Mas o assunto abordado é bem real e interessante né. Quero ver também a adaptação, mas só depois de ler o livro.

    • Juliane disse:

      Oi Alaina!
      O livro é muito engraçado, mas de um jeito bem inteligente 🙂
      Faça nessa sequência mesmo: primeiro o livro e depois o filme!
      Beijos!

  6. Adorei a capa do livro e o título! A resenha me motivou ainda mais a lê-lo. Me parece que o jeito que a autora escreve é ótimo. Apesar de ser um livro grande, o importante é os acontecimentos não demorarem muito para acontecerem ao longo da história e por misturar humor a leitura deve prender mais ainda a atenção.
    Beijos!

  7. Oii, tudo bem?
    Eu também vi o trailer e me agradei muuuito, eu vi este livro nos lançamentos e quero muito ler, achei maravilhoso <3 E sobre este teu texto, achei incrível a forma em que escreveste e como se expressou. Eu confesso que quando vi a quantidade de páginas pensei "Como ter tantas páginas assim para este tipo de livro?" Isso me surpreendeu, ainda mais como os acontecimentos estão para acontecer.
    Beijão

    • Juliane disse:

      Oi Morgana!
      Muito obrigada pelo carinho e pelo elogio!
      O livro realmente é maravilhoso, espero que você tenha a oportunidade de lê-lo!
      Beijos!

  8. Não me desanimei pelo fato de ele ter mais de 400 paginas ao contrário fiquei mais interessada já que gostei de mais das estória que serão contadas como da mulher que foi trocada a que sofre porque perdeu o gato etc.
    é incrível que ele consegue tocar pontos sensíveis, e fiquei sabendo que ira ter um filme baseado no livro.

    • Juliane disse:

      Oi Lê, tudo jóia?
      Que bom que você não se assustou com o tamanho do livro, muita gente passa longe!
      As histórias são maravilhosas, tenho certeza que você vai gostar!
      O filme também é maravilhoso, mas é bem diferente do livro.
      Beijos!

  9. Ivi Campos disse:

    Sabe que o nome do livro gera um pouco de preconceito, por exemplo, pelo nome, eu não leria. mas a sua resenha me fez entender a proposta do livro e agora quero o mais rapido possivel!!! Quero ler e estou com as expectativas lá em cima e espero que aconteça o mesmo que você, sejam ultrapassadas!!!

    • Juliane disse:

      Oi Ivi, tudo jóia?
      O nome do livro foi bem escolhido e faz todo o sentido com a história 🙂
      Leia mesmo o livro, espero que suas expectativas também sejam ultrapassadas!
      Beijos!

  10. Rillismo disse:

    Olá

    Sabe que já vi esse livro na livraria mas nunca dei moral pois achei que seria de auto-ajuda. Agora lendo sua rsenha despertou meu interesse. Adoro livros com humor, sempre me divirto e a autora ser afiada deixa as coisas ainda mais interessantes.

    Everton Equipe Rillismo

    • Juliane disse:

      Oi Everton, tudo jóia?
      Esse livro é super bem humorado, e é um humor inteligente!
      Acho que você vai gostar, vale dar uma chance!
      Beijos!

  11. Oi!!!

    Adorei o livro, ele parece ser envolvente, engraçado é aborda temas atuais que são estipulados pela sociedade para a mulher. Não sou feminina, mas entendo as alfinetadas que você narrou da autora, afinal ser mulher é difícil e ser solteira pior ainda. Já passei por situações inusitadas Pq meu estado civil não era coerente para a minha idade. Esse é um livro que independente da quantidade de páginas iria ler com muito prazer. Beijos!

    • Juliane disse:

      Oi, tudo jóia?
      Que ótimo que você adorou a premissa do livro!
      É ótimo uma autora que apresente um humor tão inteligente assim!
      Depois vem me contar o que achou da leitura!
      Beijos!

  12. Evelise Ciriaco disse:

    Oi!
    Eu vi o trailer do filme, mas não sabia da existência do livro… Sua resenha me eixou bem curiosa, eu gosto de livros que envolvem vários personagens com personalidades diferentes e se ele é divertido e traz reflexões na medida certa tanto melhor! Suas fotos ficaram muito bonitas 🙂
    Beijos!

    • Juliane disse:

      Oi Evelise, tudo jóia?
      Que bom que minha resenha te deixou curiosa em relação ao livro, acho que você deveria ler .
      Muito obrigada pelo carinho!
      Beijos!

  13. Esse é um livro que eu acho que não curtiria ler, acho que a leitura iria ficar arrastada, eu me conheço kkkk, mas o filme já seria uma boa opção. Eu ainda não vi nem o trailer, mas vou conferir pois a premissa do livro é legal, embora eu não curta tanto.
    Não solicitei o livro justamente por isso. Mas a história tem bastantes acontecimentos e isso é bacana. Sua resenha ficou ótimo, muito bem explicada, estruturada e escrita.
    Parabéns

    • Juliane disse:

      Oi Taty, tudo jóia?
      Se você não animar de ler o livro, veja o filme, é super divertido também 🙂
      Muito obrigada pelo carinho!
      Beijos!

  14. Alisson Gomes disse:

    Oie Juliane!!
    Que resenha gostosa!!!
    Não vou te negar que quase chorei com o tamanho dela mas, quando comecei a ler adorei e quando vi já tinha acabado. Eu nem sabia que o filme era uma adaptação então eu fui pego de surpresa e olha já gostei do livro a partir desse momento por que assim como você adorei o trailer.
    Mas ao ler sua descrição do livro fiquei ainda mais encantado por que por 5 mulheres que mal se conhecem e acabar num bar de motoqueiros só podia dar em loucura e a outra lá que não come carne ri de morrer aqui imaginando e tendo nojinho.
    Fiquei realmente interessado pelo livro, não seria uma leitura desesperado no momento, mas sem duvidas se eu tiver a chance com certeza eu o leria!!

    Xo
    Alisson

    • Juliane disse:

      Oi Alisson, tudo bem com você?
      Muito obrigada pelo carinho 🙂
      Tanto o livro quanto o filme são uns amorzinhos, acho que você deveria dar uma chance!
      Depois vem me contar o que achou!
      Beijos!

  15. Le Pimenta disse:

    Oiee Ju, então sua resenha me deixou assustada, eu vi o filme semana passada e menina não tem nada disso ai que você falou que passa no livro, sabe aquela de adaptar a obra no caso deles só pegaram o nome e a ideia mesmo.

    Eu adorei o que você falou e acho que vou gostar muito mais do que gostei do filme principalmente por não falar somente de uma unica pessoas mas varias.

    http://www.coisasdemineira.com/

    • Juliane disse:

      Oi Lê, tudo jóia?
      Foi esse o caso mesmo, mas ainda assim, os dois são engraçadíssimos 🙂
      O ponto de vista de várias mulheres deixa tudo mais divertido!
      Depois me fale o que você achar 🙂
      Beijos!

  16. kamii disse:

    Fui convencida, já to querendo super! Principalmente com esse preço amiguinho e com as inumeras risadas que ele promete! Acabei parando de ler a resenha um pouco antes do fim porque parecia dar fatos demais e eu sou uma pessoa muito “sem spoilers por favor >O<" (excessivamente eu sei)

    • Juliane disse:

      Oii Kamii! Tudo bem com você?
      Que bom que consegui te convencer 🙂
      Eu só contei coisas do comecinho pra evitar de dar spoilers hahaha
      Nunca vou soltar um de propósito hehe
      Beijos!

  17. Carla disse:

    Oie!
    Confesso que não pedi esse livro para editora, pois achei que não iria gostar da trama, mas estou arrependida. Gostei muito da trama, e pelo jeito vou rir muito dessa história. Deve ser hilário as situações que essas quatro enfrentaram nesse “encontro” kkk Muito bom!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    • Juliane disse:

      Oi Carla, tudo jóia?
      Quando eu bati o olho nas news daquele mês, soube que iria pedir esse livro!
      Não me arrependo nem um pouco, que livro maravilhoso! Com certeza entrou pra minha listinha de favoritos!
      Beijos!

  18. Oi Ju, eu vi o lançamento desse livro do mês passado e desde então eu já tinha ficado super curiosa, ainda mais com o filme agora, né? pela sua resenha parece ser uma trama divertida e com vários ensinamentos e dicas, com toda certeza está na minha lista e pretendo ler em breve!
    Beijos

    • Juliane disse:

      Oi Kétrin, tudo bem com você?
      O livro é mesmo maravilhoso, super divertido!
      Tenho certeza que você vai adorar 🙂
      Beijos!

  19. Oi! Tudo bem?

    De início, o preconceito com o título do livro me fez pensar que seria uma história boba, sem graça… E, pela premissa, isso meio que se confirmou! hahah mas a surpresa veio ao ler sua opinião. Fiquei encantada, sério! E nem acredito que me deixei enganar pelas aparências… Nunca na vida imaginaria que uma obra dessa poderia ser ao mesmo tempo engraçada e inteligente! Para mim, não passava de algo fútil. Agora quero ler e tirar minhas decisões definitivas.

    Beijos.

    • Juliane disse:

      Oi Juliana, tudo jóia?
      Essa é uma obra que enganou muita gente mesmo!
      As pessoas não botam muita fé por causa da capa, mas a leitura é única e maravilhosa, SUPER recomendo!
      Leia mesmo e depois venha me contar o que achou!
      Beijos!

  20. Kris Oliveira disse:

    Oi Juliane,
    Esse é um dos livros da Record que eu não conhecia, parece ser uma leitura bem engraçada e tal, mas não me senti muito interessada em fazê-la. A temática me pareceu bem mais do mesmo, pra ser sincera e por isso não me empolgou. Curti muito a sua resenha e a maneira que você descreveu a trama, mas ainda assim não me animei a fazer essa leitura, por hora eu passo.
    beijos

    • Juliane disse:

      Oi Kris, tudo jóia?
      Muito obrigada pelo carinho!
      É uma pena que você não tenha se interessado pelo livro, mas quem sabe outra hora?
      Beijos!

  21. Amei essa capa! A premissa da obra me interessa bastante. Gostei da ideia de um livro que nos mostra o cotidiano de mulheres tão diferentes. Além disso, o tema separação me agrada, porque junto com ele, vem sempre tema da superação, afinal, separar-se de alguém com quem se dividiu boa parte da vida não é nada fácil. Pretendo ler o livro, dica mais que anotada!

    Tatiana

    • Juliane disse:

      Oi Tati, tudo bem com você?
      São tantos temas e todos muito interessantes! Com certeza vale a leitura!
      Depois me conte o que achar do livro!
      Beijos!

  22. Olá!! 🙂

    Pareceu-me um bom livro! 🙂 Adoro quando os livros me conseguem fazer rir, com cenas engraçadas (como a da discoteca).

    Gostaria de conhecer essas situações na segunda parte do livro, já que os planos das personagens saíram furadas! 🙂 E essa parte final com narrações alternadas (entre a viagem da protagonista e as vivências das outras solteironas); amo isso!! 🙂

    É diferente quando os autores têm a “língua afiada”, não é? O espírito crítico, por noema, acaba por dar um toque diferente à narrativa! 🙂

    E os temas abordados são bastante humanos e conhecidos da maioria: traição, amizade, família,…

    Só tem um pequeno senão… As cenas picantes, de sexo,… Este consegue repelir-me… 🙂

    Boas leituras!! 😉

    • Juliane disse:

      Oi oi, tudo jóia?
      Os autores inteligente são os melhores mesmo!
      Se um dia realizar a leitura, venha me contar o que achar 🙂
      Beijos!

  23. Olá! parece mesmo uma história interessante! Fiquei aqui me corroendo para ler mais um pouco. srsr
    adorei a dica e suas impressões também. Essa questão da língua afiada da autora me chamou mais ainda a atenção! hehe

    bjus!

    • Juliane disse:

      Oi Vanessa, tudo jóia?
      Muito obrigada pelo carinho, tenho certeza que você vai gostar da leitura!
      Beijos!

  24. Aline Patricia disse:

    Ri só de ler a resenha, imagina lendo o livro? Eu quero esse livro, quero aprender como ser solteira e rir de toda essa confusão! Gostei muito da sua resenha, ainda não conhecia o livro e já gostei da autora!

    • Juliane disse:

      Oi Aline, tudo bem?
      O livro tem várias situações muito engraçadas! Do início ao fim!
      Leia mesmo o livro e depois venha me contar o que achar 🙂
      Beijos!

  25. Olá!!

    Que legal, não sabia que viria um filme desse livro! Me parece que será divertido!
    Eu já passei por situações que podem se assemelhar com as desse livro talvez kkkk, dois divórcios! Já tive de aprender a ser solteira tb! Hoje casada a 5 anos, totalizando 16 anos de relacionamentos aff kkkkkkkkk Esse livro deve ter muito pra mim!! Vou ler!

    Bjus

    • Juliane disse:

      Oi Andréa, tudo jóia?
      É legal quando a gente se identifica com um livro né?
      Com certeza dá pra tirar algum aprendizado do livro, super recomendo a leitura!
      Beijos!

  26. Thayenne disse:

    Olá!
    Não gostei dessa capa e muito menos de o livro ter folhas brancas, tenho problemas de visão e não é muito legal ler em folhas brancas. Enfim, estou louca para ler esse livro porque ele promete ser muito divertido, e tudo o que preciso são livros divertidos e leves. Assisti ao trailer do filme, e fiquei imaginando se eu dei risada com apenas 3 minutos, imagine com 400 e tantas páginas? Hahaha só lendo para conferir.

    Beijos

    • Juliane disse:

      Oi Thayenne, tudo jóia?
      O livro é mesmo super divertido! As risadas estão garantidíssimas!
      Depois que ler, passe aqui para me dizer o que achar 🙂
      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *