O que o amor esconde

o que o amor esconde, editora fundamento, dorothy koomson

O que o amor esconde é um romance cheio de mistérios envolvendo Libby, uma esposa muito inteligente e centrada; seu marido Jack, um homem carinhoso e ao mesmo tempo muito reservado e o fantasma de sua primeira esposa, Eve, que possui uma história inacabada, cuja presença não pode ser ignorada da primeira à última pagina do livro. Uma história de acidentes, mortes, assassinato e amor: tudo isso muito bem distribuído pelos capítulos. Ficou curioso(a)? Vem saber mais:

O prólogo do livro é, o que descobriremos posteriormente, uma carta que a falecida esposa de Jack deixou junto aos seus diários, mantidos desde seus 15 anos. Nela Eve afirma que gostaria que o leitor não prosseguisse com a leitura dos cadernos e que se eles foram realmente encontrados, significava que ela estava morta, e provavelmente tinha sido assassinada.

Não há muito mais a acrescentar; exceto que espero que você não sinta pena de mim. Eu vivi minha vida e muito embora tenha passado um período de grande dor, também conheci um grande amor. Algumas pessoas podem viver muito, muito tempo, sem nunca experimentar isso. Tenho sorte.

A narração da história é feita em primeira pessoa, com partes narradas ora por Libby ora por Jack. Com o decorrer da trama passamos a ter acesso aos diários de Eve e então temos o acréscimo de uma terceira voz narrativa. A principio há dois tempos distintos: o acidente de carro em que estavam Jack e Libby e o momento em que eles se conheceram. Após o acidente, em que um motorista falando ao celular, colidiu com o carro de Jack e Libby e ela ficou gravemente ferida, a protagonista passa a ter flashes de memória de sua trajetória com seu marido.

Por que apenas parte da minha vida está passando diante dos meus olhos? E quanto a todo o resto? O resto da minha vida não conta?

Jack e Libby se conheceram quando ela tentava comprar um carro e ele, de forma rude, monopolizou a atenção do vendedor. Com uma personalidade muito forte, ela criou um desprezo por ele e resistiu durante muito tempo às suas investidas e cantadas. Com muita paciência e persistência, não acostumado a rejeição das mulheres, Jack começou, enfim, um relacionamento com Libby. Somos apresentados a uma construção detalhada do relacionamento dos dois desde o momento que se encontraram a primeira vez.

– Jack, sinto muito em dizer, mas particularmente não gosto de você. Seu ego claramente superinflado fica trazendo à tona um lado meu que não é muito bom… Eu normalmente nunca diria isso a alguém; e, acredite em mim, encontro uma porção de gente arrogante diariamente, então sei como lidar com isso, mas com você não consigo evitar.

Libby consegue sair com vida do acidente, porém fica com sequelas evidentes. Em um determinado momento encontra os diários da falecida Eve e, depois de muito relutar, inicia a leitura dos mesmos. A presença da ex-esposa é sempre constante na casa e na vida do casal e ao ler os diários dela, Libby descobre que sua história era muito mais profunda e densa. Ela começa então a suspeitar que talvez ela não estivesse segura naquela casa e que poderia ter o mesmo final trágico que Eve. Vou parar o resumo sem spoilers por aqui para acabar não revelando muito a mais que o necessário

o que o amor esconde, editora fundamento, dorothy koomson

planta

    Minha opinião

Esse foi o meu primeiro contato com o trabalho de Dorothy Koomson e quando solicitei esse livro com a Editora Fundamento, mesmo sabendo que ele apresentava um conteúdo adulto não imaginei que estaria diante de uma história profunda e forte. Mesmo depois de finalizada a leitura, demorei um tempo para digerir toda a densidade do livro. Ele aborda de forma bem visceral um assunto muito importante e que deve ser discutido: o abuso sexual e a culpa que a própria vítima se impõe ou que lhe é, muitas vezes, imposta.

Levo automaticamente a mão até minha cabeça (…): a escolha que eu fiz por causa da escolha que outra pessoa fez. Sofri esta perda porque outra pessoa decidiu ser egoísta e idiota.

Pelo teor da história, recomendo somente para maiores de idade, mas fora essa restrição, a escrita de Dorothy é impecável e nenhum fio fica solto. Depois que terminei de ler, voltei em algumas partes e consegui perceber a sutileza com que a autora criou as tramas do enredo. Foi um trabalho de uma genialidade singular. Apesar disso, a ambientação do mistério é um pouco lenta, mas nada que atrapalhe a leitura.

Tive uma relação de amor e ódio com a capa do livro. Inicialmente não gostei muito dela e demorei um tempo bom até entender a que ela fazia referência. A partir daí comecei a achá-la excelente. A diagramação e edição do livro foram bem feitas. Quando divulguei a resenha no instagram, o profissional que fez a tradução veio conversar comigo, ele se chama Celso e além de tradutor é jornalista e professor. Este foi o primeiro trabalho dele como tradutor e, tenho que dizer, estou muito impressionada, pois sou bem chata com a tradução.

Ela me encara por um momento e consigo saber o que esta pensando: Liberty Britcham é louca. Sei disso porque estou pensando a mesma coisa. A histeria e o pânico que demonstro não são do meu feitio. Normalmente sou equilibrada e impertubável, mas no momento não me reconheço.

Resumindo: O que o amor esconde me surpreendeu positivamente em todos os aspectos, me ensinou muito e é um dos livros que levarei para sempre comigo. Uma história sobre traumas, aceitação e força.

Na sala de estar está a nossa foto de casamento. É o momento em que estamos saindo da igreja de mãos dadas, com uma chuva de confetes à nossa volta. Jack e eu sorrimos contentes para a câmera, mas também estamos,secretamente, olhando uma para o outro.

o que o amor esconde, editora fundamento, dorothy koomson
 
O que o amor esconde (The woman he loved before)
Dorothy Koomson
Editora Fundamento
400 páginas
Lançamento: 2015
Comprar (site da editora)

Juliane Oliveira

Gosto de distopias memoráveis e contemporâneos que não sejam desnecessariamente tristes. Não sou muito fã de dias chuvosos ou frios. Apaixonada por séries, livros, filmes e pets no geral.

Related Posts

16 Discussion to this post

  1. Juuuuu! Adorei essa resenha e fiquei bem curiosa pelo livro! Quando olhei a capa, não imaginei que a história poderia ter tantas nuances. Eu senti uma vibe meio A Garota do Trem, que foi uma leitura que me prendeu bastante. Confesso que minha relação com a capa nesse momento é de ódio, e se não fosse tua resenha eu jamais pegaria esse livro sequer pra ler a sinopse, hahaha! Beijos 🙂

  2. Lendo sua resenha, lembrei várias vezes de Garota Exemplar. Tem algo parecido na trama? Bem, achei inteligente e instigante. Apesar de não ter curtido muito o livro que citei, sei que é uma história e tanto, por isso já quero ler esse.
    Adoro tramas complexas. Sua dica está anotadíssima. Adorei.

  3. Pamela disse:

    Olá Juliane, tudo bem?

    Quando comecei a ler sua resenha, nem imaginava que o assunto principal do livro seria sobre abuso sexual. Realmente, não estaria preparada para enfrentar uma leitura densa como essa no momento, mas o título do livro está anotado aqui! Quero ainda dar uma oportunidade a ele.

    Beijos

  4. Oiii Juliane, tudo bem?
    Que coisa mais linda essa obra, estou encantada com essa capa <3 e preciso dizer que gostei bastante da premissa do livro e com toda certeza iria realizar a leitra, a edição está incrível, ainda mais vindo dessa editora.
    Beijão

  5. Oi Juliane, sua linda, tudo bem?
    Nossa, nunca iria imaginar encontrar um enredo tão forte assim e se falou que foi genial, pronto, já ganhou minha atenção, são poucos os livros dos quais podemos dizer isso. Eu adoro cartas, adoro uma boa trama policial, mas percebi que essa trama vai além disso. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

  6. Diane Ramos disse:

    Oie…
    Livros que nos surpreendem positivamente são tudo de bom, né? Só por essa surpresa me fez querer muito ler esse livro!
    Achei que o livro aborda tema muito complexos e inclusive fiquei surpresa ao ser indicado para maiores de idade, imagino que tenha um conteúdo bem pesado. Gosto de livros que são narrados por dois personagens, isso, permite que o leitor se aproxime mais dos personagens principais.
    Bjo

  7. Silviane disse:

    Olá. Achei a premissa bem instigante e até me lembrou um pouco o famoso Garota Exemplar, acho que por causa dos diários em si. Parece ser um livro que eu demoraria bastante tempo para ler talvez por ser um tem mais adulto (algo que não estou acostumada) mas no final acabaria gostando bastante. Vou procurar por ele quando for fazer umas compras. Beijos
    Sil

  8. Oi!
    Achei a premissa do livro bem interessante e adorei a capa, só de olhar para ela já deixa com vontade de ler!
    Adoro a Fundamento por suas edições, acho muito caprichosos. Apesar do tema forte, acho que gostaria da leitura.
    Gostei dos quotes também!
    Beijo

  9. Sammy disse:

    De inicio, confesso que o livro não estava me interessando, mas conforme fui lendo a resenha, fiquei curiosa, adoro um bom mistério, e este ao redor da Eve me deixou interessada, gosto de livros com essa pegada, que unem segredos do passado que abalam o presente, me atrai muito, mas sem dúvidas, o que me fez ficar mais ansiosa para ler o livro, foi a resenha, gostei dos pontos que você citou sobre O que o amor esconde e acredito que será um livro que vai sim me conquistar, estou precisando de uma obra com essa temática mais forte e profunda, será que encontrei o que estava procurando? Espero que sim, afinal, O que o amor esconde, parece ser um bom livro, estou com boas expectativas! 😀

  10. Não curto ler livros com esse tema de abuso sexual não… desde a primeira vez que li a sinopse imaginei um enredo profundo e forte, e preferi descartar a leitura. Que bom que o livro te surpreendeu positivamente e te ensinou muito, mas realmente prefiro leituras mais leves, ainda que você tenha considerado até genial o modo como a trama foi conduzida.
    Beijo!
    Ju

  11. Cássia disse:

    Oie, tudo bem?
    Eu estou com esse livro parado na estante desde o ano passado. Já pensei em colocá-lo para troca ou sorteio, porque eu ainda não tinha tido nenhum empurrãozinho para lê-lo. No entanto, sua resenha despertou a minha curiosidade, porque eu realmente gosto desse tipo de trama… Então dificilmente irei largar essa obra até chegar no final xD Quero muito saber sobre os temas polêmicos e ler as cartas da esposa falecida.

    Beijos

  12. Nathalia Simião disse:

    Confesso que pela capa eu não daria muita atenção ao livro e como costumo não ler sinopses, o livro ia passar longe mas ainda bem que li sua resenha porque é bem o tipo de livro que eu gosto. Fiquei bem curiosa pra descobrir o que aconteceu com Eve e como o abuso se encaixa na história. Dica mais do que anotada.
    beijo

  13. Oi Juliane!

    Pqp, imagina cê ter o fantasma da sua ex-mulher morta te rondando, que coisa terrível. Ainda mais descobrindo nesse prólogo que a mulher foi assassinada, Deus me livre, ia ficar era com medo! kkkkkk Só que eu fico um tanto irritada com esse tipo de romance onde a mina jura por Deus que odeia o cara, fica lutando etc e tal, mas na verdade ama a criatura (ou sente atração, assim, no começo…). Mas eu gostei do tema. Pouco escritor tem o carão de falar sobre abuso sexual em seus livros e infelizmente ainda é um tema muito polêmico. Esse negócio da vítima ficar se culpando é horrível, principalmente quando as pessoas falam que é culpa dela. Onde já se viu. Dica anotada!
    Beijo!

  14. Nati Rabelo disse:

    Olha, vendo só pela capa não seria um livro que eu compraria. Mas sua resenha me deixou com vontade, ainda mais que você disse que foi uma leitura que te surpreendeu. Isso é ótimo! Ir pra leitura sem muita expectativa e acabar se emocionando e se apegando a história.
    Beijo

  15. Andy disse:

    Oie!
    Adorei a sua resenha! Eu ainda não conhecia esse livro e fiquei bem curiosa para ler! Confesso que já estou formulando algumas hipóteses do que acontece nessa história e quero ler para ver se aceitei alguma.
    Sobre a capa… ela é meio estranha mesmo, rs, confesso que só por ela eu provavelmente não leria o livro mas como vc disse que tem relação com o conteúdo da obra agora eu quero saber qual é.
    Abraços!

  16. Oi, Juliane!
    Lembro de ter visto sobre esse livro de uma forma bem vaga uma ou outra vez, e só pela sinopse inicial que você deu confesso que eu imaginei uma história completamente diferente, talvez um romance policial, mas foi surpreendente saber que o livro trata justo sobre abuso sexual. Realmente não deve ser uma leitura nada leve e fácil, o tema por si só é denso e é preciso ser tratado e digerido também com calma. Não sei se teria coragem de lê-lo tão cedo, li recentemente Amor Amargo, da Jennifer Brown, que fala sobre relacionamentos abusivos e mesmo com o teor mais young adult eu fiquei realmente impactada pelo livro, então imagino que ficaria ainda mais surpresa e chocada se lesse O que o Amor Esconde, mas deve mesmo ser um livro muito bom. Quem sabe um dia não leia?
    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *