Encrenca, Non Pratt

encrenca, non pratt, verus editora, grupo editorial record, trouble, romance

Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem fica ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo no colégio que parece não ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para ser o pai do bebê. E temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita. A perfeita receita para Encrenca! Vem saber mais:

Hannah e Katie são melhores amigas e sempre contam tudo uma para outra. Andam sempre juntas e de um jeito ou de outro estão nos eventos e grupinhos dos alunos populares do colégio. Elas não se orgulham dos sapos com que ficaram no passado, mas certamente não passam desapercebidas. E isso pode gerar um incomodo na menina mais popular do colégio, Marcy, que obviamente namora o cara mais popular, Tyrone. O único problema é que Hannah também está ficando com ele.

Tem um ditado que diz: combata o fogo com fogo. É um ditado bobo, pois todos sabem que se deve apagar o fogo com água. Mas a frase não sai da minha cabeça, pois é assim que eu funciono.

Mas Tyrone não é o único rapaz com quem Hannah está ficando ou já ficou. E isso a deixa bastante preocupada e aflita quando ela descobre que pode estar grávida e precisa descobrir quem é o pai. Em meio a tudo isso, o misterioso aluno novo, Aaron, que está começando a conquistar a amizade de Hannah se oferece para assumir a paternidade da criança. Hannah aceita, depois de fazer as contas e descobrir quem é o pai: ela sabe que se expô-lo muita coisa pode dar errado para o seu lado.

Isso é exatamente o que eu pensei que ia acontecer, e o mais estranho é que estou aliviada por estar certa. Passei a vida esperando o pior dele e, se descobrisse que ele era capaz de agir de outra maneira… então seria eu a vilã, não ele. Prefiro assim. Já cansei de esperar que eu estivesse errada.

encrenca, non pratt, verus editora, grupo editorial record, trouble, romance

Aaron é um rapaz enigmático e está sempre tentando ajudar as pessoas ao seu redor ou tentando se fazer útil. Ele e toda a sua família se mudaram para a cidade de Hannah para que ele pudesse ter um recomeço e tentar se recuperar do trauma pelo qual passou, que ninguém em todo o colégio parece saber. Juntos, ele e Hannah vão descobrir um novo significado para a palavra amizade e vão tentar superar suas perdas e medos.

E eu me senti especial. Eu nunca tinha me sentido especial. Não mesmo. Não acho que muitas pessoas se sintam. É preciso ter muita autoconfiança para pensar que alguém que você admira te acha legal. É preciso ter uma boa dose de fé para acreditar nisso. Mas às vezes alguém é legal o bastante para fazer você se sentir assim.

Os capítulos são narrados ora por Hannah, ora por Aaron e as vozes deles são bem distintas. Com o passar do livro podemos perceber que a protagonista não é tão superficial como tenta se fazer parecer e isso vai ficando mais evidente nos capítulos com o ponto de vista dela. O livro está recheado de temas adolescentes como medos, inseguranças, sexo, perdas, traição e morte, e como lidar pela primeira vez com todas as situações.

    Minha opinião

Encrenca tem todos os ingredientes para um YA contemporâneo clichê e previsível, mas passa longe disso. O livro é predominantemente para um público adolescente mas não é raso ou fraco, o que na verdade me surpreendeu. Li o livro sem nenhuma expectativa e ele foi me conquistando aos poucos e quando eu vi já não conseguia largar mais.

Pego a jaqueta de couro e saio, tão concentrado em para onde estou indo que nem verifico se tranquei mesmo a porta. Bom, que seja. Trancar a porta me parece um tanto insignificante se comparado com a morte.

A escrita de Non Pratt é fluida, fácil e apaixonante e me lembra um pouco a da Sarah Dessen. Algumas coisas ela só deixa pra revelar nos últimos capítulos do livro, o que poderia ser um pouco arriscado, mas que ela arquiteta e distribui muito bem. O que mais me surpreendeu é que ela teve a oportunidade e o gancho de construir um romance desnecessário e forçado entre dois personagens, mas não o fez. E esse é um dos principais motivos pelos quais o livro não se tornou um clichê. Esse é um YA que recomendo para todo mundo que gosta de um drama adolescente levinho e sensível.

Senti muita dor no dia seguinte. E vergonha. Meus pais sentaram comigo, conversaram comigo, disseram que me amavam e que eu não podia me punir daquela maneira.
– Por que não? – sussurei. – Eu mereço.
Minha mãe levantou meu rosto pelo queixo, me forçando a olhar para ela.
– Mas nós não merecemos.

encrenca, non pratt, verus editora, grupo editorial record, trouble, romance
 
 
Encrenca (Trouble)
Non Pratt
Verus Editora
306 páginas
Lançamento: 2016
Comprar (Amazon – R$ 23,80)

Juliane Oliveira

Gosto de distopias memoráveis e contemporâneos que não sejam desnecessariamente tristes. Não sou muito fã de dias chuvosos ou frios. Apaixonada por séries, livros, filmes e pets no geral.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *