Dartana, André Vianco

Dartana é  a mais nova história do André Vianco. Neste livro, primeiro de uma trilogia, nós somos apresentados a um mundo amaldiçoado e as únicas pessoas que escaparam dessa maldição foram as feiticeiras. Com o objetivo de se livrar dessa maldição, muita gente se une a um novo deus da guerra em rumo ao Combatheon. Este livro é escrito por um dos nomes mais aclamados da literatura fantástica nacional. Quer saber o porquê? Continue lendo.

É desse jeito que somos envolvidos pela história de um povo, o povo de Dartana. Essas pessoas não têm tanto acesso ao conhecimento, elas não conseguem reter o conhecimento, então não evoluem intelectualmente. Uma das únicas esperanças deles são os relatos das feiticeiras, os únicos seres que podem reter todo esse conhecimento e que podem passá-lo para frente. O povo de Dartana é um povo amaldiçoado que sonha conseguir de volta o conhecimento que tanto deseja, eles não se conformam com a situação em que vivem.

“O povo ficava fascinado quando as feiticeiras se juntavam, falavam sobre o saber e davam a alguns felizardos uma centelha de pensamento.”

Porém, o povo de Dartana não é o único afetado por esse infortúnio, outros povos sofrem da mesma e o único jeito de combater esse mal é se juntar ao novo deus da guerra, Belenus, deus que é tido como uma benção dada para cada planeta a fim de lutar e guerrear contra a maldição rumo ao Combatheon, um lugar onde os combates começam a acontecer em si.

dsc01318

E o futuro deles é incerto, pois tudo o que sabem sobre Combatheon é o que foram ensinados a pensar sobre ele, tudo isso cria uma atmosfera agradável de suspense e até de medo sobre o que vem a seguir, pois não sabemos o que esperar dele, assim como os próprios personagens, já que as únicas coisas que eles sabem são os relatos, esses personagens são apenas levados a acreditar que o Combatheon é um lugar de onde nem os mais poderosos guerreiros jamais voltaram.

“O povo de Dartana marcharia atrás de seu deus de guerra para lutar, para combater junto ao portento divino, para fazer com que seu deus de guerra fosse o campeão contra outros tantos deuses.”

dsc013131

É assim, em meio a guerra do povo de Dartana, que André Vianco constrói uma fantasia com os ingredientes certos. A história de Dartana acaba se ligando com a história da Terra e isso se torna muito importante para o desenvolvimento da trama, afinal, a Terra e Dartana têm muito mais em comum do que podemos imaginar.

“Eram as feiticeiras de Dartana a razão da ignorância. Eram elas que tinham o poder que mantinha a mente de todos que se aproximavam do Hangar das trevas.”

O meu primeiro contato com André Vianco foi através do primeiro livro da série O Turno da Noite, falando mais especificamente Os Filhos de Sétimo, um livro muito bom para quem quiser conhecer o autor. Então, fiquei muito animada quando soube que ele estava a lançar Dartana e, ainda por cima, por eu ter lido que se tratava de uma história repleta de fantasia e alguns aspectos da ficção científica, só de brinde.

dsc01321

Não me decepcionei nem um pouco com Dartana, eu estava sentindo falta de um livro nacional que me fizesse sentir orgulho dos caminhos que nossa literatura está tomando, com um mercado cada vez mais aberto para autores nacionais.

Posso citar alguns dos aspectos que mais me encantaram na obra de Vianco: os personagens, pois não há nenhuma fantasia boa e digna de reconhecimento que não explore bem os personagens, por mais simples que eles sejam, e o autor conseguiu fazer isso com maestria, o que mostra a importância de personagens bem construídos e desenvolvidos, mesmo que eles apareçam poucas vezes. Outros aspectos são as perspectivas presentes e as mensagens importantes que se passam através dessa história, sobre como somos levados a encarar ou ter apenas um ponto de vista sobre certos assuntos, ou sobre o egoísmo em si, sobre como o poder pode afetar muito as decisões que tomamos e sobre como eles, o egoísmo e o poder, podem nos cegar.

Enfim, Dartana foi uma ótima experiência de leitura e eu mal posso esperar para o que virá a seguir, apesar de se aventurar por caminhos um pouco diferentes do que estava acostumado, André Vianco cativou minha atenção do início ao fim. A diagramação do livro e a divisão dos capítulos foi essencial para meu ritmo de leitura, não me peguei cansada durante a história, mesmo por ser um livro 700 e poucas páginas.

Então fica aqui a recomendação de leitura para quem gosta de fantasia ou para quem quer começar a se aventurar por esses caminhos. Mal posso esperar pelos próximos volumes!

dartana_1475687824614355sk1475687824b

 

Dartana

André Vianco

Fábrica231 – Selo de entretenimento da Editora Rocco

Lançamento: 2016

784 páginas

Comprar ( Amazon – R$ 47,60 )

 

awtr-assinatura-para-blog3

Amanda Pires

Amanda desde 1997. Estudante de Letras - Inglês. Apaixonada por músicas tristes e sebos. Escrevo sobre o que leio, leio sobre o impossível.

Related Posts

4 Discussion to this post

  1. yasnaya disse:

    Carammmba enorrme esse livro.
    Já ouvi esse nome por aí, mas nem me apeguei. Tô feliz que autores nacionais estão aparecendo mais. Muito orgulho, por exemplo, da Editora Darkside lançando alguns e com aquela edição maravilhosa que só eles fazem!!!

    Adorei muito a capa, já chama atenção e instiga.
    Já a mitologia e a trama central me chamaram atenção, achei interessante. Muito interessante, aliás.

  2. Larissa Costa disse:

    O que achei muito legal é que o livro parece uma metáfora do que acontece hoje em dia, as pessoas só adquirem o conhecimento que os é repassado, não conseguem ir atrás da veracidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *