O livro dos espelhos, E. O. Chirovici

o livro dos espelhos, the book of mirrors, richard flynn, richard, flynn, Joseph wieder, derek simons, derek, joseph, wieder, laura, laura baines, assassinato, crime, romance policial, mistério

Quando o agente literário Peter Katz recebe por e-mail um manuscrito parcial intitulado O livro dos espelhos, ele fica intrigado. O autor, Richard Flynn, descreve seus dias em Princeton, e documenta sua relação com Joseph Wieder, um renomado psicólogo, pesquisador e professor. Convencido de que o manuscrito completo vai revelar quem assassinou Wieder em sua casa, em 1987 — um crime noticiado em todos os jornais mas que jamais foi solucionado —, Peter Katz vê aí sua chance de fechar um negócio de um milhão de dólares com uma grande editora. O único inconveniente: quando Peter vai atrás de Richard, ele o encontra à beira da morte num leito de hospital, inconsciente, e ninguém mais sabe onde está o restante do original.

Peter Katz, um agente literário, recebe um manuscrito parcial de um romance policial de Richard Flynn. Ele devora as páginas e percebe que elas acabaram em um momento crucial: o desfecho da história que pode ser uma peça chave no caso do assassinato de Joseph Wieder, ocorrido 27 anos antes, um prestigiado professor na Universidade de Princeton. Mas encontrar Richard para conseguir o restante do livro será mais trabalhoso do que ele tinha imaginado.

Acho que, para a maioria das pessoas, crescer significa, infelizmente, adquirir a habilidade de enfiar os sonhos numa caixa, fechá-la sete chaves e jogá-la no East River.

Vinte e sete anos antes, acompanhamos a história de Richard Flynn, um estudante de graduação em Princeton, que descobre que ano de 1987 seria o ano em que ele se apaixonaria e descobriria que o diabo existe. Laura é a nova inquilina do sobrado que Richard aluga, eles passam muito tempo juntos e acabam se apaixonando um pelo outro. Laura é uma estudante de Psicologia, formada em Matemática, que mudou de área pois busca entender como a mente humana funciona.

Às vezes, o ódio e a dor podem ser combustíveis tão poderosos quanto o amor.

o livro dos espelhos, the book of mirrors, richard flynn, richard, flynn, Joseph wieder, derek simons, derek, joseph, wieder, laura, laura baines, assassinato, crime, romance policial, mistério

Laura é uma pupila do professor Joseph Wieder, um prestigiado psicólogo da universidade. Ambos trabalham em um projeto dele, super secreto que ele acredita que revolucionará a forma como a mente humana é vista. Laura apresenta Richard a Wieder e eles viram bons colegas. Com o tempo, Flynn percebe que nem todos têm lhe dito verdades completas, Wieder pode não ser quem diz ser e ter interesses ocultos, assim como Laura. Misteriosamente, numa manhã, Joseph é encontrado morto em sua casa por um de seus pacientes reabilitado. A partir de então, todos são suspeitos em potencial.

Às vezes, a presença daqueles que se vão é mais forte do que quando estavam vivos.

Curiosamente, as memórias e o manuscrito de Flynn enquadram o romance e criam uma história de várias camadas dentro de uma história – Chirovic deixa claro que os espelhos do título se referem à verdades imutáveis para cada personagem, mas também cria um mundo distorcido que flutua entre a realidade e as memórias criadas pela nossa cabeça. A ideia de que nossas memórias podem desaparecer, mudar, dizer falsas verdades ou mesmo ser 100% preciso é o que dá vida no romance, aumentando assim a incerteza da trama.

Minha opinião

Embora eu tenha demorado um pouco pra entender a sacada do livro e o que realmente estava acontecendo e em que momento, O livro dos espelhos foi uma história que me cativou do começo ao fim e não fui capaz de soltá-lo enquanto não acabei de ler. Uma tarde de feriado foi o suficiente. Não conhecia a escrita de E. O. Chirovici, mas fiquei apaixonada pelo seu trabalho. Ele construiu muito bem seus personagens, com nuances espetaculares e detalhes que, em alguns momentos, me passaram desapercebidos.

Talvez eu tenha percebido que o tempo que passaríamos juntos seria curto, por isso tinha pressa em acumular lembranças suficientes dela para carregar comigo pelo resto da vida.

o livro dos espelhos, the book of mirrors, richard flynn, richard, flynn, Joseph wieder, derek simons, derek, joseph, wieder, laura, laura baines, assassinato, crime, romance policial, mistério

O livro dos espelhos é dividido em três partes, ambas com narradores em primeira pessoa, porém cada uma com um narrador diferente. Os capítulos são bem longos, o que poderia desanimar, se a história não fosse tão cativante.

Alguém disse, certa vez, que o início e o fim de uma história não existe.

O livro dos espelhos é um dos thrillers mais rico e habilmente concebidos que eu li em algum tempo! O autor cativa seu leitor, revelando pistas e verdades lentamente e deliberadamente, mas não para que pareça forçado ou faltando factibilidade. Este é definitivamente um livro que faz o leitor pensar, e você continua pensando por muito tempo depois que acabou o livro. Altamente recomendado.

A maioria das pessoas são outras pessoas.

o livro dos espelhos, the book of mirrors, richard flynn, richard, flynn, Joseph wieder, derek simons, derek, joseph, wieder, laura, laura baines, assassinato, crime, romance policial, mistério
 
Titulo: O livro dos espelhos (The book of mirrors)
Autor: E. O. Chirovici
Editora: Record (Grupo Editorial Record)
Número de páginas: 322
Lançamento: Março/2017
Comprar (Amazon – R$ 30,97)
 
 
 
 

* Este livro foi enviado pela editora do mesmo. A política do blog é de sempre fazer resenhas sinceras, independentemente de como o livro chegou até nós. A opinião relatada aqui veio da experiência literária da autora do post e não sofreu nenhuma influência que não tenha sido explicitada na resenha.

 
 
 

* ESTA RESENHA PARTICIPA DO TOP COMENTARISTA DO MÊS DE MAIO*

Juliane Oliveira

Gosto de distopias memoráveis e contemporâneos que não sejam desnecessariamente tristes. Não sou muito fã de dias chuvosos ou frios. Apaixonada por séries, livros, filmes e pets no geral.

Related Posts

2 Discussion to this post

  1. Larissa Costa disse:

    Qualquer semelhança com o caso do menino do Acre é mera coincidência haha achei muito interessante esse thriller, parece ser daquele tipo que não importa o quanto tentamos repassar, só lendo que dá o impacto!

    • Juliane disse:

      Nem tava lembrando do menino do Acre haha
      você viu as novidades do caso dele?
      Sobre O livro dos espelhos: me prendeu do início ao fim!
      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *