Grace and Frankie

Eu estava em um momento de espera na vida e vi pelo Facebook um amigo postando um gif engraçadíssimo. Curiosa, perguntei de que filme era e ele me disse que era da série Grace and Frankie, produzida pela Netflix em 2015. A série é protagonizada, obvio, por Grace (Jane Fonda) e Frankie (Lily Tomlin). Mulheres que estão na terceira idade e recebem a noticia que seus maridos são gays e vão se casar.

Depois de o chão se abrir e elas serem engolidas pela terra, as duas, que antes se detestavam, precisam agora se ajudar a superar a separação dos casamentos que duraram 40 anos. Além de lidarem com a mudança em suas vidas precisam lidar com as dores em suas costas, joelhos, os medos que se transformam com o avançar da idade e ainda com as pessoas tratando-as como se fossem inválidas. A série vem quebrar tabus sobre homossexualidade, velhice, adoção, casamento e à medida que se assiste a lista só aumenta.

Grace com seu típico estilo socialite de cara nos causa uma antipatia, mas em menos de dois episódios seu coração será dela. Uma mulher corajosa, que raramente chora ou demonstra suas fraquezas e apesar disso é sensível. Não é a típica mãe e avó, mas é uma mulher que todos admiram (ou é medo?) e respeitam. Não é possível esquecer que ela ama um Dry Martini

Frankie por sua vez é praticamente o oposto de Grace. Ultra espiritualista, vegetariana, sensível, abraça a cada cinco minutos e não tem problemas em chorar ou se descabelar na frente de alguém. Não pode engravidar e adotou dois filhos dando nomes estranhíssimos a eles e eles são a vida dela. Adora uma maconha e é ativista em vários seguimentos. Woodstock ainda está nela ou ela transformou sua vida em Woodstock, não dá pra saber. Suas roupas são a grande revolução da moda dos últimos tempos.

A série já está na terceira temporada e peço às deusas que não acabe tão cedo. Para rir muito e soluçar de chorar. Não é só pelas emoções, mas são aulas sobre a vida.
Então vai uma listinha sobre coisas para se aprender com Grace and Frankie:
– as amizades são o seu porto-seguro
– nunca se está só quando se tem amigos de confiança
– nunca é tarde para assumir o amor
– sempre haverá corações partidos, não importa sua idade
– a tristeza é muito maior que a raiva
– independente da idade e da classe social, términos sempre tiram o chão de alguém enquanto constroem o céu de outro
– fazer jogos sentimentais está diretamente ligado à coragem ou a falta dela
– conquistas materiais não dão respostas para problemas que não financeiros
– um relacionamento deve fazer com que o casal se transforme em amigos, parceiros, companheiros de vida
– um amor não cura outro
– nunca é tarde para nada

E aí, você já assistiu a série? Você gosta? Vem comentar comigo!

* Todas as fotos são de divulgação Netflix


 
Título: Grace and Frankie
Emissora: Netflix
Número de temporadas: 3
Lançamento: 2015
 
 
 
 

Jordana Barbosa

Jornalista que odeia jornais. Troco amores por torresmo. Meu nome significa água que corre e é perto da água que encontro paz.

Related Posts

4 Discussion to this post

  1. Thais disse:

    Ainda nao assistir essa serie, mas me parece uma boa pegada pra dar boas risadas. amei a resenha . bjus

  2. Franciele Débora disse:

    Olá,
    Já ouvi muito falar desta série, mas não me interessei muito na época, logo eu que amo séries que tem humor, drama e ainda uma amizade forte. Ah, vou ver se eu consigo pelo menos assistir os primeiros episódios pra ver se eu gosto ou não.
    Beijos.

  3. Janaina silva disse:

    Olá,não assisti a série,mas já fiquei com muita vontade de conferir.
    Gosto muito dos filmes com a atriz Jane Fonda. Ela é maravilhosa na comédia!
    E ficar sabendo de uma série com ela,e que também nos faz refletir sobre a vida ,melhor ainda.

    Ótima dica! 😊

  4. Yana Sofia disse:

    Eu nunca vi a série, mas estou super curiosa para ver! Sei que não está no momento, mas achei bem bacana a proposta da série. Com certeza está na minha lista. Já vi outros filmes que tem a proposta de mostrar que uma pessoa não está morta porque está na terceira idade, mas achei alguns bastante apelativos em alguns sentidos. Pelo que você falou, a série vai me conquistar. Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *