The Mist (O nevoeiro), Stephen King

The Mist é uma série de televisão norte-americana de ficção científica e suspense desenvolvida por Christian Torpe para o canal Spike. A série é baseada no conto de mesmo nome do autor Stephen King. A primeira temporada estreou no dia 22 de junho de 2017 e tem dez episódios. Uma névoa misteriosa envolve lentamente a cidade de Bridgton, no Maine, criando uma barreira de visibilidade quase impenetrável. Os moradores da cidade logo percebem que situação é ainda mais precária quando descobrem que, escondido dentro da névoa, existem numerosos monstros de vários tamanhos que atacam e matam qualquer coisa que se mova.

Bryan Hunt acorda perdido em Arrowhead, uma floresta em uma serra. Ele não se lembra de como foi parar ali ou qualquer outra coisa a seu respeito. Ao seu lado está um cachorro que ele assume ser seu e mais a frente uma névoa misteriosa se aproxima. Quando o cão adentra a névoa e aparece morto, Bryan, que o seguiu, decide que a melhor coisa é se afastar dela. Ele foge e acaba indo parar em Bridgton, Maine. Lá chega na delegacia e decide avisar aos policiais que o nevoeiro é perigoso e todos deveriam sair de lá. Os policiais duvidam e acreditando que ele está sob o efeito de drogas o prendem.

Mia está de volta em Bridgton a procura de alguma coisa. Ela invade a casa que costumava pertencer à sua mãe em busca de algo que não sabemos o que é. Em sua missão, ela acaba sendo presa pela polícia e vai parar na delegacia junto a Bryan. Em outro núcleo da cidade, conhecemos a família Copeland, formada por Eve, a mãe; Alex, a filha do casal e Kevin, o pai e marido. Em uma atividade escolar, Alex é convidada por Jay, um dos alunos da escola, para uma festa e sua mãe a proíbe de ir. Mais tarde Kevin, contrariando a autoridade da mãe, permite que Alex vá a festa, caso leve junto seu melhor amigo, Adrian, e prometa não beber.

Núcleo do shopping

Nathalie e Benedict Raven são casados há muito tempo e são vizinhos da família Copeland. Eles mantêm uma horta bem cuidada e escolheram não ter filhos. Os Revan começam a perceber a chegada de vários sapos e mariposas fora de época e vão até a biblioteca da cidade pesquisar possíveis causas para esses acontecimentos. Enquanto isso, Eve descobre que Alex foi à festa e coisas ruins aconteceram por lá. Ela fica chateada por seu marido ter agido pelas suas costas e como consequência sua filha ter se machucado.

Enquanto Nathalie e Benedict estão na biblioteca, Kevin e Adrian na delegacia e Alex e Eve no shopping, o nevoeiro finalmente se instala na cidade de Bridgton e as pessoas começam a perder o controle. Quem se aventura no desconhecido acaba surtando ou sendo atacado por insetos ou aparições. Os Raven decidem voltar para casa e Kevin vai a procura de sua família no shopping. Mas o desconhecido pode ser um obstáculo muito maior do que as pessoas esperavam.

Núcleo da delegacia

Minha opinião

Neste feriado de 7 de setembro consegui colocar umas poucas séries em dia e aproveitei para começar umas novas, então fiquem atentos que tem mais críticas por vir! Quem me conhece há algum tempo sabe que tenho medo de várias coisas (espíritos, monstros e qualquer coisa levemente paranormal). Mas a curiosidade é diretamente proporcional. Embora eu tenha demorado um pouco à assistir o seriado, quando comecei não consegui parar. E no final, não tinha muita coisa assustadora assim, o que pegava realmente era o suspense psicológico. Voltarei neste ponto futuramente.

Nunca li nenhum livro do Stephen King (tenho alguns na prateleira até) e também nunca havia assistido uma adaptação de suas obras. Sobre os sustos: eles existem aos montes, principalmente no começo, mas depois fui me acostumando. O problema é que a maioria dos sustos se deu depois do clímax de tensão construído, ou seja, fui com a respiração presa, acompanhando a música e etc, chega o ápice e não tem susto. Aí eu soltava a respiração e pensava “ufa, não foi dessa vez, tá tudo bem” e BUM! SUSTO! Levei uns dois ou três até pegar o ritmo da série, depois ficou tudo bem.

Núcleo da igreja

Como não li o livro, realmente não tenho como opinar sobre a adaptação. Vale mencionar também que não vi o filme anterior, então tudo o que eu falar aqui é a respeito da minhas impressões sobre a série somente. Só tenho a reclamar da atuação dos personagens no último episódio. A média começou regular, mas no último episódio a atuação de todo mundo deixou a desejar e fiquei sem entender o motivo de isso ter acontecido. A maioria dos personagens possui várias camadas e vamos conhecendo mais sobre eles no decorrer dos episódios, mas muita coisa fica para o final.

O que mais me fez gostar de The Mist foi o aspecto psicológico, o medo do desconhecido e as atitudes das pessoas frente às situações inesperadas. No próprio cartaz de divulgação temos a frase FEAR HUMAN NATURE (tema a natureza humana) e este tema é o que mais me atraiu e me fez gostar da série. Percebi muitas vibes de Caixa de Pássaros (ou seria o contrário?) e nesse quesito a série atendeu bem às minhas expectativas. Se você curte essa pegada mais behaviorista e não exige muitas explicações a respeito da origem do nevoeiro ou seu efeito (sobrenatural) em algumas pessoas, então The Mist é pra você. Mas se você precisa de respostas concretas, o seriado não é a melhor escolha.


 
Título: O nevoeiro (The Mist)
Autor: Stephen King
Emissora: Spike/Netflix
Número de episódios: 10 (1ª temporada)
Lançamento: 2017
 
 
 
 

* Todas as fotos são de divulgação Spike/Netflix

* ESTA RESENHA PARTICIPA DO TOP COMENTARISTA DO MÊS DE x *

Juliane Oliveira

Gosto de distopias memoráveis e contemporâneos que não sejam desnecessariamente tristes. Não sou muito fã de dias chuvosos ou frios. Apaixonada por séries, livros, filmes e pets no geral.

Related Posts

2 Discussion to this post

  1. Thais disse:

    Estou vendo na netflix e gostando muito. A serir tem muitos misterios e como eu tbm nao li o livro ainda nao sei se e fiel quanto a adaptacao. Gostei muito da resenha .

  2. Janaina silva disse:

    Olá,sou dessas que precisa de uma resposta concreta.E talvez por esse motivo não tenha me ligado tanto no filme como gostaria.
    Infelizmente não li o livro. Para falar a verdade,não li nada do autor.Mas tenho muita vontade.

    Bem,falando sobre à série,fiquei curiosa pelo suspense na trama que nos contou.
    Mas em geral quando ao término não há uma boa explicação,fico frustrada. 🙂

    Bjs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *