A Lógica Inexplicável da Minha Vida, Benjamin Alire Sáenz

Benjamin Alire Sáenz, A Lógica Inexplicável da Minha Vida, The Inexplicable Logic of My Life, Jovem Adulto, Preconceito, Superação, Amizade, Luto, Homofobia, Empatia

Salvador está para começar seu último ano do ensino médio. As indecisões e confusões sobre quem ele é, de onde veio e para onde ir se tornam atrizes principais no palco de sua vida, muitas vezes influenciando de forma nada corriqueira seus atos. É um ano cheio de descoberta para ele, um ano em que sua vida passa para várias atribulações e mudanças. E com certeza, um ano em que Salvador começa a entender mais a sua história.

A vida é cheia de poesia, é cheia de versos rimados ou não. Salvador bem sabe disso, seu pai é um grande artista que o ensinou muito sobre o curso dos dias. Vindo de uma família grande mexicana, Vicente é um homem gay que adotou Sal quando ele era muito pequeno. Os dois são grandes amigos e Vicente faz de tudo para passar ao garoto ensinamentos e valores que vão ajudar a transforma-lo em um homem bom e justo.

Salvador então começa seu ano indo buscar Sam, sua melhor amiga desde a infância. A escola é um lugar comum para ele, a rotina dos dois só parece ser quebrada quando um ímpeto de violência toma as veias do garoto, sua identidade é questionada por ser um garoto branco, mas criado por uma família mexicana. Em sua cabeça há uma confusão: de estar inserido e ser criado em uma família mexicana, que o vê como parte intrínseca, mas para o mundo lá fora ele ser só um garoto branco no lugar errado. Um soco pode mudar quem você é?

– As pessoas podem ser muito cruéis. Elas odeiam o que não conseguem entender.
– Mas, pai, elas não querem entender.
– Talvez não queiram. Mas temos que encontrar um jeito de nos disciplinar para que a crueldade deles não nos transforme em animais feridos. Somos melhores do que isso. Nunca ouviu a palavra civilizados?

Sam, por sua vez, também passa por seus problemas no decorrer da história. Ela também passa a questionar o rumo que está levando sua vida. Uma tragédia a torna mais reflexiva e auto consciente, focando em um futuro que parece cada vez mais próximo e real para ela. Com a Ajuda de Sal e Vicente, ela passa por tudo e reaprende o significado de família.

A rotina continua, ainda que com alguns interlúdios. Salvador e Sam podem não ser os mesmos, e eles percebem as mudanças um no outro, mas juntam forças para ajudar Fito, outro amigo da escola, quando eles o veem dormindo em um banco de rua. O garoto foi expulso de casa, tem dois empregos e luta para mudar as possibilidades que a vida lhe deu. Muito esforçado, Fito fica emocionado quando os dois amigos fazem de tudo para tirá-lo da rua, curar as feridas na alma que foi submetido.

Juntos, os três questionam a lógica inexplicável de seus vidas e aprendem muito mais sobre os valores do que é ser um bom ser humano.

    Minha opinião

Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo foi um livro que demorei um pouco a perceber se estava gostando ou não da escrita, mas que finalmente me cativou bastante. Benjamin tem uma forma muito doce, muito única de escrever as coisas, e ler seus livros me dá a impressão de ler um grande poema. Com A Lógica Inexplicável da Minha Vida, senti algo semelhante, apesar de já esperar a escrita do autor. Entrar na vida de alguém é algo difícil.

Eu me lembro de sorrir em público ao ler algumas partes desse livro, me lembro de sentir intensamente algumas das dores que os personagens passam, mas eu me lembro muito de pensar em como esse livro é cheio de frases marcantes que acertam um tipo de algo lá dentro da gente. Muita coisa acontece nesse livro, muita coisa é apresentada para que a gente pelo menos inicie um questionamento, seja ele interno ou com alguém que você possa falar. O luto, o preconceito, a violência, o machismo devem ser debatidos a exaustão, somos seres humanos falhos, mas podemos aprender — não existe limite de aprendizado.

Queria que algumas coisas fossem melhores retratadas, melhor explicadas, senti que a intensidade de informação foi um pouco inimiga da profundidade dos detalhes, tudo um pouco por cima demais. Mas como eu disse, a sementinha daquelas questões foi plantada. Por Benjamin contar coisas demais, o livro pode se tornar um pouco enfadonho em algumas partes, mas a mensagem ali é bonita e a forma como é passada, as palavras, são muito bem escolhidas.

Benjamin Alire Sáenz, A Lógica Inexplicável da Minha Vida, The Inexplicable Logic of My Life, Jovem Adulto, Preconceito, Superação, Amizade, Luto, Homofobia, Empatia

Título: A Lógica Inexplicável da Minha Vida (The Inexplicable Logic of My Life)
Autor: Benjamin Alire Sáenz
Editora: Seguinte
Número de páginas: 440
Lançamento: 2017
Comprar (Amazon – R$ 22,40)

 
 
 
 

* ESTA RESENHA PARTICIPA DO TOP COMENTARISTA DO MÊS DE OUTUBRO *

Related Posts

16 Discussion to this post

  1. Lili Aragão disse:

    A capa desse livro é bem bonita e apesar de ainda não conhecer a escrita do autor, acho interessante quando a história nos leva a refletir, mesmo tendo muitos assuntos abordados, só o fato de se citar o tema já nos leva a pensar e querer falar. Gostei da resenha e espero ter a oportunidade de conhecer a escrita do autor futuramente *__*

    • Laryssa Tavares disse:

      Oi Lili, concordo com você. Só o fato de mencionar assuntos já nos instiga a procurar mais sobre, não é? Basta uma fagulha para instigar a reflexão.

  2. Gabriela Souza disse:

    Oi! Já li muitas resenhas boas a respeito do livro. Eu adoro histórias em que os autores abordam temas tão importantes e que devem ser discutidos. Pelo que percebi, a obra vai falar bastante sobre dois jovens ajudando alguém que passa por um momento ainda mais difícil do que a de ambos, e isso deve nos trazer uma mensagem muito bonita. Adorei a proposta do livro e pretendo ler em breve. Beijos

    • Laryssa Tavares disse:

      Também gosto de livros assim, que nos tirem do nosso lugar comum, e nos mostrem coisas que talvez não tenhamos contato por nós mesmos.
      Leia sim, é uma boa leitura.
      Beijos.

  3. Janaina silva disse:

    Oi, lendo a sua resenha vejo que é um livro mais reflexivo. É ideal para ler com calma e pensar nos questionamentos do autor através das histórias de seus personagens.
    Se de alguma forma nos traz aprendizados, vale a pena ser lido.

    Esse é mais um livro que eu não conhecia,e fiquei satisfeita em conhecer. Se eu tiver uma oportunidade vou ler. 🙂

    • Laryssa Tavares disse:

      Oi Janaina, o livro é bem reflexivo e poético mesmo. Se a chance aparecer, leia sim, e procure o outro livro do autor que já temos traduzido.

  4. Alison de Jesus disse:

    Olá, apesar de pecar um pouco na caracterização dos personagens, a obra consegue criar um vínculo com o leitor, ainda mais por abordar tantos temas que infelizmente ainda são vigentes na sociedade. Como gosto de livros que causam reflexão com certeza vou colocar a obra na minha lista. Beijos.

    • Laryssa Tavares disse:

      Exatamente, e colocar os assuntos pouco discutidos em livros para jovens incita o leitor a pensar sobre os “comos” e “porquês”, não é?
      Beijos.

  5. Achei muito bonita a capa deste livro, por ser colorida, chama a atenção, porém eu não conhecia este livro.
    Após ler sua resenha, fiquei muito curiosa para ler A Lógica Inexplicável da Minha Vida, gosto de livros com histórias que mechem com os sentimentos, como no seu caso, foi sorrir em público ao ler algumas partes deste livro, e sentir algumas dores por quais os personagens passam, pretendo ler este livro em breve.

    • Laryssa Tavares disse:

      A capa é bem intensa mesmo, chama bastante atenção.
      Acho que todos os livros tem esse potencial, mesmo que em uma parte muito pequena. A gente pode achar coisas marcantes em tudo.

  6. Laryssa!
    Um livro que traz um tema forte como LGBT e ainda envolve, família, perdas, amizades, luto, superação e paixões, deve mesmo ser um livro que nos leva a reflexões pessoais e até a quebra de alguns paradigmas, pois por vezes, nem imaginamos o que é passar por situações delicadas e complicadas e acabamos julgando sem querer.
    Desejo um maravilhoso e florido final de semana!
    “Para saber uma verdade qualquer a meu respeito, é preciso que eu passe pelo outro.” (Jean-Paul Sartre)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    • Laryssa Tavares disse:

      Oi Rudynalva, tudo bom?
      Concordo com você, esses temas são ainda muito polêmicos, mas devem ser passados e retratados com a normalidade que merece, não é? Fico feliz de ver livros que tragam essas temáticas com mais frequência.
      Beijo.

  7. Patricia Moreira disse:

    Oi Laryssa 🙂
    Conheço o autor por nome já que Aristóteles e Dante é bem conhecido por aqui e na época do lançamento só lia elogios. Ainda não tomei coragem de ler, talvez por a sinopse não ter chamado muito minha atenção. Esse novo do autor parece ser mais o meu tipo de leitura e com certeza darei uma chance pra ele. Gostei bastante dele trabalhar a questão da identidade, família e amizade.
    PS: que capa linda né?

    Bjs

    • Laryssa Tavares disse:

      Oi Patricia,
      A capa é bem bonita mesmo, cheia de significado.
      Quanto aos livros, eu gostei dos dois, apesar de Ari e Dante terem me conquistado mais, mas super entendo isso de ser mais seu tipo de leitura. Espero que goste quando ler.
      Beijos.

  8. Michelli Prado disse:

    De cara somos pelas capa capa deste livro ♥ Já tenho ele na lista de desejados, por gostar da proposta da historia, apesar de já ter lidos algumas resenhas sobre, assim como a sua sobre a escrita da historia, creio que seria uma leitura que iria realizar sem grandes expectativas até não me decepcionar com a leitura. Parabéns pela resenha, fiquei ainda mais curiosa para conhecer estes personagens!!

    • Laryssa Tavares disse:

      Eu ando um pouco assim também (tentando), não criando expectativas para não me decepcionar. Mas a história tem um pouco de tudo, e pode conquistar bastante o leitora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *