Entre as estrelas, Katie Khan

entre as estrelas, bertrand, 2017, lançamento, romance, max, carys

Em um futuro utópico em que a sociedade é dividida em comunidades multiculturais que se reciclam a cada 3 anos. Ou seja, a cada três anos as pessoas mudam de comunidade, deixando para trás as pessoas que conhecem. Em uma dessas comunidades estão Carys e Max, e o encontro deles é marcado pelo desejo de não se reciclarem. Essa nova forma de sociedade conta ainda com determinação exata para relacionamentos, e eles ainda não se encaixam nos padrões. Como esse amor pode sobreviver?

Carys é piloto de aeronaves, enquanto Max é chef de cozinha. Se encontram por acaso e nesse primeiro encontro ambos já se sentem conectados. Porém Max é um típico mulherengo individualista como manda o figurino nessa nova sociedade, e Carys logo percebe que ambos não tem muito para dar certo. Apesar disso eles não conseguem se esquecer e o reencontro acontece. Isso é o passado deles. Corta para o presente, ambos sofrem um acidente no espaço: a nave colide com um asteroide e eles tem apenas 90 minutos antes que o oxigênio em suas roupas espaciais acabe.

Acabou.
Os dois giram abruptamente, entrando em foco: a respiração de Carys é pesada, um pânico arfante invade seu capacete de vidro.
A astronauta tenta alcançar Max, mas o movimento o faz flutuar para longe e sair do seu alcance.

Ao mesmo tempo em que acompanhamos o oxigênio diminuir nas roupas espaciais de Carys e Max, nos é apresentada a história deles, todas os encontros e desencontros que eles vivem até o momento da colisão. Somos apresentados aos amigos deles, Liu – amigo de Max – um mulherengo convicto, e Lili – amiga de Carys – uma seguidora assídua das regras impostas pelo governo. Somos apresentados, também, aos familiares deles, e à maneira como eles interferem no relacionamento dos dois. Por ser contra as regras, muitos conflitos entre eles aparecem, mas quando decidem por ficar juntos, nem as estrelas os separam.

-Acha que vai doer?
– O quê?
– Ficar sem ar.
Sim. Porém ela não fala isso.
– Dizem que não dói. É como cair no sono.

entre as estrelas, bertrand, 2017, lançamento, romance, max, carys

    Minha opinião

Li esse romance em um dia! Um dos motivos é o número de páginas, é claro, mas mais do que isso sua linguagem fluida e fácil de ler. Eu adoro romances impossíveis e talvez por isso de cara já me conectei com eles. A aflição de ter um tempo decrescente era compensada com o passado deles, e foi muito interessante entender como eles foram parar naquela situação, quais escolhas cada um fez e tudo o que ocorre após o fim do oxigênio. Não achei de todo clichê, o final era óbvio, mas foi construído de modo a não parecer que desembocaria nesse fim. Essa sou eu tentando não dar spoilers, desculpem se ficou confuso. Enfim, foi uma leitura super agradável e eu recomendo pra esse momento de férias!

Atrás deles, a luz da Via Láctea queima como brasa enquanto seus pulmões se apertam; e, envolvidos nos braços amorosos um do outro, sob o peso de mil estrelas, Max e Carys começam a dançar.

entre as estrelas, bertrand, 2017, lançamento, romance
 
Título: Entre as Estrelas (Hold back the stars)
Autor: Katie Khan
Editora: Bertrand Brasil
Número de páginas: 278
Lançamento: 2017
Comprar (Amazon – R$ 24,40 )
 
 
 
 

AWTR ASSINATURA PARA BLOG3

* ESTA RESENHA PARTICIPA DO TOP COMENTARISTA DO MÊS DE DEZEMBRO *

Isabela Tavares

Leitora desde muito cedo, carrego comigo as inspirações de menina sonhadora com um quê de mulher que não acredita em tudo que lê. Prefiro romances pela possibilidade de me apaixonar por personagens densos e complexos.

Related Posts

Discussion about this post

  1. Clayci disse:

    Imagina como isso seria? Essa reciclagem me deixou animada pela leitura. De fato parece ser leve e rápido *_ *
    Obrigada pela indicação, Isa.
    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *