A Fogueira é um thriller psicológico escrito pela nossa amada Krysten Ritter, mais conhecida por interpretar a mais amada ainda Jessica Jones (Ai que saudade do David Tennant. Haha!) na série homônima no Netflix. Também atuou em Breaking Bad e Apartament 23.

O livro relata a história de Abby Williams, uma advogada que, ao aceitar um caso de corrupção, é forçada a voltar à cidade de Barrens no estado de Indiana, onde passou a sua infância e adolescência.

Ela retorna para atuar em um caso envolvendo a corporação Optimal Plastics, com suspeitas de provocar a contaminação da água da cidade, trazendo doenças, patologias e destruindo plantações locais.

Havia se passado uma década desde que deixara a cidade. Hoje com 28 anos de idade se tornou independente, uma advogada ambiental de sucesso.Em Barrens novamente ela se obriga a confrontar seu passado turbulento. Sua mãe já falecida, um pai abusivo, bullying na escola, separada dos mais populares. Um lugar para se esquecer.

A Optimal Plastics é uma empresa bem vista na cidade. Gera empregos, constrói instituições, faz benfeitorias e etc. Por isso seu trabalho é dificultado, já que os moradores de Barrens gostam da organização.

Este incêndio prova que temos razão. Prova que estamos chegando perto do centro do labirinto.

No desenrolar da história, as duas Abby’s se encontram. A adolescente que fazia brincadeiras ‘perigosas’, e a advogada viceral atrás de provas das causas dos desastres ambientais e a história começa a se desenvolver com mais afinco.

Minha Opinião

Vou começar por tirar da frente o INOVADOR ou ORIGINAL.

Uma história não deixa de ser divertida por ter precedentes. Aplicar valor somente ao original é uma falácia porque nem todo original é bom. O valor de nenhuma obra é baseada na originalidade e sim na qualidade da história contada. Se é original é um ponto a mais, e nada mais.

Entrando para o livro existem pontos sensíveis e bastantes atuais como bullying, preocupação ambiental, abuso e etc. A narrativa tem linguagem simples e possui uma fluidez razoável. Perde parte dessa fluidez, principalmente, nos flashbacks ‘corta-clima’ atrapalhando o desenrolar do enredo. Às vezes até se percebe que é um livro de escritor de primeira viagem.

Nota-se que ela adora personagens alcoolizados. A ideia de que todo mundo que tem problemas vai pra pinga me irrita. Mas enfim, acho que isso tem mais a ver com o autor do que com o leitor. Em alguns momentos ela é adulta demais em outros ela ainda é inexperiente, não sei se isso foi proposital, mas eu gostei, deu um ar de vulnerabilidade para Abby. Um sinal de que ela ainda sofre muito com o seu passado. Alguns personagens rasos e passagens sem necessidade não atrapalharam a experiência. Não leio esses livros pensando que a autora é uma nova Neil Gaiman.

Faltou algo no livro para me agradar completamente mas me divertiu. O sentimento que fica é bom. Gostei de ter lido e lerei os próximos para acompanhar o desenvolvimento literário dessa grande artista. Então, deixa aí embaixo seus comentários ou me enche no twitter. 🙂

A-Fogueira-Book-Image

 
Título: A Fogueira
Autor: Krysten Ritter
Editora: Rocco (Selo: Fábrica 231)
Número de páginas: 288
Lançamento: 2017
Comprar Amazon – R$ 31,90
 
 
 
 

AWTR ASSINATURA PARA BLOG3

Related Posts

6 Discussion to this post

  1. Daniel!
    Já acompanhei o trabalho de atriz da autora em Breaking Bad, mas nem sabia que ela tinha escrito um livro, ainda mais um thriller psicológico, um dos estilos favoritos de minha parte.
    Mesmo sendo um tanto preisível em certa parte, gosto quando há trechos em flash back e pelo que falou, a escrita da autora ´é muito boa.
    Acredito que valha a pena ler, mesmo com sua ressalva que ficou faltando alguma coisa.
    Desejo uma semana produtiva e abençoada!
    “Bem aventurados os que mudam suas atitudes sem esperar um ano novo.” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

  2. Michele Teixeira de Oliveira disse:

    Olá !
    Essa mulher é de múltiplas funções hein !
    Ainda não conhecia o livro mas já entrou na lista de desejados !
    Parece ser incrível e ainda traz temacomo abuso.
    Quero!

  3. Ana Carolina Venceslau dos Santos disse:

    Eu sinceramente não conhecia o livro nem a autora Mas eu vi muitas vezes em relação a esse livro resenhas positivas e eu fiquei um tanto curiosa e um tanto intrigada como eu terrores psicológicos para mim esse livro é praticamente um prato cheio. Eu amo essas histórias que os protagonistas tem que voltar a terra natal e se deparam com misterios

    • Daniel Marques disse:

      Comassim não conhecia o.O?????? haha! Então fica aí as dicas. Breaking Bad, Jessica Jones e Os Defensores haha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *