All posts by

Isabela Tavares

Um senhor que perdeu sua esposa, ao tentar se desfazer de suas coisas encontra uma pulseira com vários pingentes inusitados e um número de telefone. Tomado pela curiosidade de conhecer melhor esse lado de sua esposa, Arthur Pepper vai em busca de compreender todos os significados misteriosos contidos em cada um deles. Descobertas sobre a sua falecida esposa foram feitas, mas as maiores descobertas foram sobre ele mesmo, sua capacidade de superar o luto e as novas histórias que poderia construir sozinho.

Grandes casais apaixonados na história do mundo terminaram em tragédias ocasionadas pela morte, mas antes, todos eles viveram intensamente o amor. O que não sabíamos era que entre o amor e a morte há sempre um jogo, cada um escolhe seu jogador e usa de todos os artifícios para vencer. A morte costuma ter grande vantagem sobre o amor, mas isso não significa que o amor não seja um bom jogador. Assim, nesse romance ele escolhe Henry enquanto a morte escolhe Flora como sua jogadora. Com mundos e vidas completamente

Uma coletânea de textos em que Clarice se mostra de uma maneira diferente: Clarice antes de assinar Clarice Lispector assinava diversos outros pseudônimos nas crônicas que escrevia para os jornais. De um jeito leve e descontraído, Lispector consegue nos cativar a cada novo texto, de modo que o livro é muito leve para ler.

Foto de Divulgação – BBC ONE Quando, na reunião de pauta do blog, a gente decidiu falar de séries, a primeira que me veio em mente foi Sherlock. Talvez depois de LOST essa seja a minha série favorita porque supera todas as minhas expectativas. Expectativas de personagens, de roteiro, de fotografia… Esse é um personagem que já está no imaginário popular, mas a releitura que Benedict faz é simplesmente sensacional! Vale a pena!

Quando uma autora já no subtitulo consegue encaixar tão inteligentemente um neologismo, o livro tem o dobro de chances de ser bom. Nesse caso, Diana conseguiu superar todas as expectativas em relação à isso. As cronicas contidas nesse livro são – em sua maioria – adaptações das crônicas que ela escrevia para o jornal, e todas tem uma característica em comum: a inteligência e sagacidade de Diana com as palavras, e para além, com os conteúdos.

1 2 3 Page 1 of 3