Posts in Category

2017

Um futuro próximo ou até mesmo nosso presente, porém com mais tecnologia e esta muito avançada e desenvolvida. A humanidade conseguir construir máquinas que fazem tudo por ela e aprendeu a viver sendo servida pelos robôs. As máquinas são utilizadas para serviços domésticos, substituíram os carteiros, os automóveis são computadorizados, viraram espiões e até fazem o serviço de comunicação com a população em países invadidos.

Kate descobre que sua avó é uma historiadora viajante do tempo — nascida alguns séculos à frente, mas presa ao presente por conta de um acidente — e possui um artefato, um medalhão azul reluzente, que permite realizar saltos temporais para qualquer época e local. Tudo parece um absurdo no início, mas uma leve interferência na linha temporal faz com que os pais de Kate sumam do mapa e ela seja a próxima da lista. Arriscando sua vida, ela aceita a missão de tentar voltar no tempo para evitar um

Agnieszka cresceu em um vale tranquilo e hoje tem 17 anos. A garota tem uma amiga chamada Kasia, ela é conhecida por suas qualidades. As duas meninas vivem bem, mas rodeadas pela Floresta corrompida, que representa um verdadeiro perigo e mistério para quem vive na vila. Além disso, todas as garotas que habitam o lugar sabem que representam um alvo para o Dragão, que em troca de proteção, escolhe a cada dez anos uma menina como servente. Todos sabem que, a partir do momento que a garota se vai, ela

Crooked Kingdom: Vingança e Redenção foi um dos lançamento mais aguardados do ano para mim. Desde que li Six of Crows fiquei levemente desesperada para ler a continuação o quanto antes. As coisas terminaram um pouco tensas no primeiro livro da duologia, e esperamos que as coisas resolvam da melhor forma para Kaz, Inej, Jespes, Wylan, Matthias e Nina. Como esse é o segundo volume, fica aqui o aviso de que é inevitável mencionar coisas que aconteceram no primeiro livro.

Tem coisas na vida que acontecem conosco que só rindo mesmo, não é? Temos nossos dramas e tragédias pessoais, coisas muitas vezes pequenas, mas que tomam uma proporção gigantesca quando não sabemos lidar. Em algumas das situações, nós imaginamos ser as únicas pessoas a passar por aquilo, somos os únicos seres desafortunados a passar por crises, tristezas e inseguranças do dia-a-dia. Mas o que acontece, na maior parte das vezes, é que somos um grão de areia nesse mar de pessoas perdidas na vida adulta, e Sarah Andersen nos mostra

1 2 3 4 19 Page 2 of 19