Na Ânglia do século XVI, a prática da magia é ilegal e infratores são queimados nas fogueiras. Elizabeth Grey é uma das melhores caçadoras de bruxos do rei: ela localiza e captura Reformistas, rebeldes suspeitos de praticar feitiçaria para que sejam julgados e executados, conforme manda a lei. Até que, inexplicavelmente, ela é incriminada e acaba presa sob a acusação de praticar a arte que se dedicou a erradicar. A salvação, no entanto, acaba vindo na forma de seu maior inimigo: Nicholas Perevil, o mago mais poderoso e procurado de

Don Tillman, 39 anos, musculoso e tão bonito quanto Gregory Peck, é professor de genética e nunca teve uma namorada. Em seu estrito programa de atividades, todas as tarefas são calculadas para garantir o menor desperdício de tempo possível. Nada de imprevistos e nada de surpresas – diretrizes para que Don não precise recorrer às suas habilidades sociais. Don decide então que ele precisa de uma esposa que deve preencher uma série de requisitos essenciais para ser sua companheira e obviamente as coisas não saem como planejado. Vem saber mais

Você já parou para pensar em quantos avisos de que o mundo iria acabar nós já vimos? Bom, com certeza, já foram muitos. Em A Vida como Ela Era vamos acompanhar Miranda, uma garota de 16 anos que é estudante e tem uma vida normal, uma vida baseada em escola, família, amigos, esportes e diversão. Até que um dia todos são noticiados de que um asteroide irá colidir com a Lua. Miranda não dá a mínima para isso, até porque, segundo os cientistas, a colisão será pequena, mas ela percebe que

Bitch narra as histórias de Princess, uma artista plástica de 26 anos que se relaciona com o mundo através da exploração do prazer – intrinsecamente artístico e sexual – e C., uma escritora sem inibições que está escrevendo um novo romance. Suas trajetórias seguem em paralelo até que o choque inusitado e metalinguístico do encontro das duas influencia a arte de ambas de maneira definitiva. Vem saber mais:

Oi, gente! Eu sou a Amanda, sou a nova colaboradora do A World to Read e estou super ansiosa pra compartilhar o que eu acho sobre livrinhos e tudo mais com vocês, eu AMO ler e fiquei muito feliz quando finalmente fui aceita pra ser colaboradora. Tá animado que nem eu? Quer saber mais sobre mim? Então clica aqui! Hoje, especialmente, vamos falar sobre Vermelho como o Sangue da autora Salla Simukka (nome difícil esse, hein?). Esse livro é uma boa pedida pra quem gosta de releituras e do frio congelante da Finlândia. Vem

1 35 36 37 38 39 56 Page 37 of 56