Fábio Mandingo é um escritor baiano e tem uma importante representação na literatura afro-baiana. Escritor, historiador e professor da rede de ensino municipal, Fábio escreve e descreve a geografia da sua infância e adolescência, fala sobre amizade, dor, violência policial, bebedeiras, puberdade, sexo, amor de uma forma confessional e de testemunho. A relação com os lugares e as pessoas no livro nos deixam confusos em saber quem é Fábio entre os personagens, se é que ele está como personagem ali.

Há algum tempo atrás contei sobre o catarse e minhas experiências até então. A perspectiva de que você possa tirar uma ideia do papel com a ajuda de outras pessoas é algo que realmente me deixa feliz. É muito legal ser parte de um grupo que ajuda pessoas que admiro a realizar trabalhos nas diversas áreas, e assim, também temos contato com outros artistas ou projetos que também nos conquistam.

A guerra é permeada de tristezas, e a vida nem sempre tem a sutileza de suavizar esses momentos. Para algumas almas, os dias parecem não trazer esperanças, mas para outras, a música funciona como transporte para um mundo doce e cálido, trazendo ao coração daqueles que escuta aquele calor e emoção que todos precisamos uma hora ou outra. Ecos conta isso, como a música pode sim mudar a vida das pessoas, ainda que tudo pareça sem propósito algum.

1 2 3 4 5 6 50 Page 4 of 50