In2017, biografia, Blucher, resenha

As cientistas – 50 mulheres que mudaram o mundo, Rachel Ignotofsky

as cientistas, 50 mulheres que mudaram o mundo, as cientistas 50 mulheres que mudaram o mundo, rachel ignotofsky, blucher, cientistas, semana especial das mulheres, dia das mulheres, dia internacional das mulheres

Recheado de ilustrações encantadoras, As cientistas destaca as contribuições de cinquenta mulheres notáveis para os campos da ciência, da tecnologia, da engenharia e da matemática, desde o mundo antigo até o contemporâneo, além de trazer infográficos sobre equipamentos de laboratório, taxas de mulheres que trabalham atualmente em campos da ciência e um glossário científico ilustrado. As cientistas celebra as realizações das mulheres intrépidas que abriram o caminho para a próxima geração de engenheiras, biólogas, matemáticas, médicas, astronautas, físicas e muito mais!

As cientistas reúne a história de vida de 50 mulheres da ciência, tecnologia, engenharia, matemática, entre outros desde o começo da humanidade até tempos presentes. Cada mulher ganha uma folha (verso e frente) com uma ilustração bem fofa, algumas palavras-chave e na página seguinte temos a história de sua vida e trabalho e como eles influenciaram nossa vida atualmente. Há também uma linha do tempo localizando algumas dessas mulheres e outras curiosidades como instrumentos de laboratório e estatísticas.

as cientistas, 50 mulheres que mudaram o mundo, as cientistas 50 mulheres que mudaram o mundo, rachel ignotofsky, blucher, cientistas, semana especial das mulheres, dia das mulheres, dia internacional das mulheres

Essas mulheres (e muitas outras) foram importantes tanto pelas descobertas no mundo científico, quanto pela luta dos seus direitos, desafiando os padrões impostos em suas épocas. Se hoje pensamos em nos tornar cientistas, ou simplesmente escolher nossa própria área, uma parcela desse progresso ocorreu graças a persistência e batalha de cada uma dessas mulheres representadas no livro.

as cientistas, 50 mulheres que mudaram o mundo, as cientistas 50 mulheres que mudaram o mundo, rachel ignotofsky, blucher, cientistas, semana especial das mulheres, dia das mulheres, dia internacional das mulheres

A única que eu conhecia antes de começar a leitura era Ada Lovelace, a primeira programadora da história ao acrescentar algoritmos para funcionamento de uma máquina mecânica. Filha do poeta Lord Byron, a condessa de Lovelace era matemática e contribuiu com a tradução de um artigo científico, acrescentando mais dados ao mesmo. Em homenagem à ela, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos chegou a batizar uma linguagem de programação de alto nível com o título de ADA, em meados da década de 70. Essa linguagem pode ser utilizada para softwares de aviação, por exemplo.

Se as circunstâncias atuais da sociedade não admitem o desenvolvimento livre das mulheres, então a sociedade precisa ser remodelada.
Elizabeth Blackwell

Minha opinião

Não vou nem fingir que comprei esse livro por algum outro motivo senão porque fala de cientistas MULHERES. Contextualizando um pouco: eu, Juliane, sou uma cientista por formação. Cientista da computação. Sei o quanto é raro encontrar mulheres nesse ramo predominantemente masculino (vivo reclamando dos meus colegas machistas lá no twitter) e quando esse livro me foi recomendado em uma compra, aproveitei para conhecer algumas outras mulheres que já fizeram uma baita diferença na nossa história, mas não são tão reconhecidas.

as cientistas, 50 mulheres que mudaram o mundo, as cientistas 50 mulheres que mudaram o mundo, rachel ignotofsky, blucher, cientistas, semana especial das mulheres, dia das mulheres, dia internacional das mulheres

Uma coisa que me incomodou, porém, quando fui pesquisar mais a fundo, sobre a vida de algumas das mulheres que achei interessantes, foi que a autora não fez quase nenhuma pesquisa relevante e significativa sobre as mulheres ali indicadas. Vários dados estavam incorretos ou até mesmo falsos. Além de incluir muitas opiniões em um texto que aparentava ter um viés impessoal. Encontrei também vários errinhos de tradução e revisão. Fatos esses que me deixaram com o pé atrás em relação à metodologia de escrita dela.

A primeira coisa sobre o empoderamento é entender que você tem o direito de estar envolvida. A segunda é que você tem contribuições importantes a fazer, e a terceira é que você tem de se arriscar para fazer essas contribuições.
Mae Jamison

Dito isso, imagino que eu não seja o público de interesse principal desse livro. Acredito que As cientistas seja um livro com propósito lúdico de inspirar meninas e jovens, principalmente as que se interessam por alguma profissão da área de exatas. Vejo-o como uma opção de presente para crianças, apesar de alguns termos técnicos, o que não é necessariamente um problema, já que no final do livro existe um glossário. Deixo aqui então minha recomendação, feitas as ressalvas.


Título: As cientistas – 50 mulheres que mudaram o mundo (Women in Science: 50 fearless pioneers who changed the world)
Autor: Rachel Ignotofsky e Sonia Augusto
Editora: Blucher
Número de páginas: 128
Lançamento: 2017
Comprar (R$ 41,05)
 
 
 
 

* ESTA RESENHA PARTICIPA DO TOP COMENTARISTA DO MÊS DE MARÇO *

By
2

You may also like

2 Comments

  • Clayci Oliveira

    Ju que ódio.
    Pois só depois que finalizei a comprar e usei o cupom na saraiva que me lembrei desse livro hauihauihaiuhiuahiuah
    Não consegui comprar.

    08/03/2018 at 20:29 Reply
  • RUDYNALVA CORREIA SOARES

    Juliane!
    Já ía dizer que deveria ser um livro fascinante, por nos mostrar mulheres que fizerem história no campo da ciência, porém sem muita pesquisa da autora e com informações não verdadeira, nem sei como a editora publicou, afinal, é o mesmo que estar passando informação errada e isso nem admito…
    Feliz Dia Internacional da Mulher!
    cheirinhos
    Rudy

    08/03/2018 at 22:59 Reply
  • Leave a Reply